quinta-feira, 18 de julho de 2013

A beleza das rosas
Parece com a tua
Uma rosa negra como a noite
fascinante como a luz do luar
Encanta-me com o teu brilho
Em seu jardim de solidão e dor


Nenhum comentário:

Postar um comentário

desculpe, querida

desculpe, querida se minhas palavras são incontidas se meu toque te abomina se o meu sorriso e o meu corpo não são o suficient...