quinta-feira, 26 de setembro de 2013

My Selene – O sonho impossível.



Bom... My Selene conta parte da história de amor da deusa Selene ( Deusa da Lua, também conhecida como Diana) e do humano Endymion, mas a música foca no sofrimento do rapaz por nunca poder realizar o seu amor com a Deusa, sabendo que é impossível ficar com ela.
Explicarei algumas partes da música Relacionando com o conto que achei no livro "Mitos Universais".
Minha Selene
Poesia noturna,
Vestida na mais branca prata, você sorria para mim
Todas as noites eu espero pela minha doce Selene
"Conta a lenda que, quando a carruagem dourada do deus do 
Sol desaparece no ocidente, os cavalos prateados de sua irmã, Selene 
cruzam o céu com seu marchar silencioso, a carruagem da lua 
ilumina a abóbada anoitecida do céu e envolve de luz prata todas 
as coisas sobre a terra. É a deusa Diana que nessa hora tem como 
bosque de caça a amplidão do céu noturno"

Endymion é um humano, pastor de ovelhas Que toda noite deitava sob o céu noturno para descansar. Selene, certo dia, em suas caçadas, o Encontra e se apaixona pelo belo Humano, toda noite ela  ia vê-lo e beijá-lo enquanto dormia. Nos primeiros versos, o autor deixa claro que, Apesar de estar dormindo, ele sentia os beijos da sua amada e sempre a esperava.

Mesmo assim...

Solidão em minha pele
Uma vida presa pelas correntes da realidade
Você me deixaria ser seu Endymion?

Eu me banharia em seu luar, e descansaria em paz
Encantado pelo seu beijo num sono eterno

Ele tem consciência da realidade que o cerca, mas deseja fortemente ficar com a Deusa. ( A parte em negrito explicarei mais adiante).

Mas até que nos unamos
Eu vivo por aquela noite
Esperando pela hora
Que duas almas se encontrarão
No raiar de um novo dia
Minha fé é renovada
Sombras, elas desaparecerão
Mas eu estou sempre nas sombras
Sem você...

"(...)Voltou a 
deitar-se esperando que mais uma vez esse milagre lhe fosse 
concedido. Nenhum milagre mais lhe sobreveio; sequer pôde voltar 
a dormir, tão intensa era a sua emoção. 
No dia seguinte, nas horas abafadas em que Apolo conduz a 
sua carruagem reluzente ao longo do céu, Endymion, enquanto 
pastoreava o seu rebanho, tentou pelo sono reviver aquele 
encantamento uma vez mais, e desejou que o dia logo findasse e o 
frescor da noite escura voltasse."

Como o verso explica, Ele esperava a Selene e pelo sono tentava reviver seu "sonho" divino com a Deusa, ficava ansioso para o dia acabar e, à noite, "encontrar" com sua amada nos sonhos. 

Silencioso e sereno céu
Raios da lua dançando com a maré
Uma vista perfeita, um mundo divino

E eu...

A mais solitária criança viva
Sempre esperando, procurando pela minha rima
Eu ainda estou sozinho no fim da noite

Silencioso eu espero com um sorriso no meu rosto
Aparência trai e o silencio engana

Enquanto eu espero pela hora
Meus sonhos virarão realidade
Sempre fora de alcance
Mas nunca fora da mente

E abaixo da lua
Eu ainda espero por você
Sozinho contra a luz
Solidão sou eu

Esses versos também falam da longa espera de Endymion. O rapaz sente-se sozinho e "enganado", até que...

No fim, eu sou escravizado pelos meus sonhos
No fim, não há alma que sangraria por mim

Escondido da luz do dia, estou trancado em minha caverna
Preso em um sonho que esta lentamente se tornando um pesadelo
Onde estou sozinho
A vida é perdoável quando você não passa de um sonho
O livro ainda está aberto, as páginas são tão vazias quanto eu
Eu me admiro com uma esperança que está começando a desaparecer
Tentando quebrar a desolação que eu odeio
(...)Enquanto ainda aqueles lábios delicados o tocavam, as mãos 
ergueram delicadamente Endymion adormecido e levaram-no para 
uma caverna secreta no Monte Latmos. Ali, para sempre, ela vinha 
beijar os lábios do seu amado adormecido. Ali, para sempre, dormiu 
Endymion, feliz envolvido no êxtase perfeito dos sonhos que jamais 
terminam(...)
A música diferencia-se do mito, pois, para Endymion estar preso na caverna, adormecido, viveria seu sonho eternamente, com os beijos da sua amada. No início da música, quando diz "Eu me banharia em seu luar, e descansaria em paz,Encantado pelo seu beijo num sono eterno." O rapaz acreditava que assim poderia ser feliz, mas depois, como tinha consciência da sua realidade, aquilo se tornou um pesadelo, onde ele está sozinho, e, agora, sem esperanças de realizar seu desejo.

Esse é meu ultimo chamado
Minha queda
Me afogando no tempo
Eu me torno a noite

No raiar de um novo dia
Eu desaparecerei
A realidade corta fundo

A história da música não acaba "feliz" como no mito, o Endymion da música joga-se na escuridão da noite. Sabendo que nunca poderá realizar seu sonho, ele diz "No raiar de um novo dia,Eu desaparecerei". E termina a música questionando sua amada, se ela compartilharia esse sofrimento com ele: 
"Você sangraria comigo
Minha Selene?"

_____________________________

Essa Música ♥ 
Sabe aqueles versos que tocam em sua alma, juntamente com a Voz perfeita do vocalista da Banda? Então. Essa é My Selene.





2 comentários:

  1. O artigo está ótimo, só que você se confundiu, Selene é igual a Luna, e Ártemis que é igual a Diana ( a deusa da caça, muito confundida com Selene e Hecate

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Selene! Obrigada pela correção. Esse post tem uma nova versão que vc pode conferir aqui:

      (Re-post)" My Selene - O sonho impossível "

      http://goldenmoon5.blogspot.com.br/2014/06/re-post-my-selene-o-sonho-impossivel.html

      Excluir

Chamam meu nome?

Entendo aquele olhar Chamam meu nome lá fora? Entendo aquele toque Chamam meu nome lá fora? Não há futuro para mim aqui dentro Não...