sábado, 26 de outubro de 2013

E ainda assim... Está aqui. < 3


Tua escuridão bradou para mim
"Vá, Vá, a ti não pertences esta fresta no coração"
Eu fui – Fui na esperança de te fazer acordar
E lembrar que a escuridão estava prestes a te engolir,
Mas tu permaneceste na inércia
Deixando aos poucos alguém que te fez tão bem
Queria ter te aquecido,
mas tua escuridão não deixou
Queria ter sua dor aqui, comigo
Iríamos navegar juntos no mar turbulento,
mas tu preferiste fincar-se na areia,
E não lutar contra as marés
Saibas tu, que sempre estarei aqui.
Esperando tua lágrimas
Meus braços ainda anseiam
Poderem te afagar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PERDÃO

Eu deveria pedir perdão A mim mesma. Pelas histórias inventadas Os sentimentos perdidos E as palavras mal explicadas Eu deveria p...