sábado, 30 de novembro de 2013

#A loucura da mente


Sob os meus lençóis — a cama é um recinto onde transbordam os mais absurdos pensamentos, as mais sinceras paixões, os melhores e piores devaneios. 
O nosso repouso nos faz navegar. Resolvemos enigmas, amamos a quem não nos ama, inventamos histórias de amor, saímos para o infinito universo da mente, ou, envolvemo-nos em nossos infernos, paraísos particulares, prazeres e medos que nunca ousamos tocar ou enfrentar.
A solidão nos lençóis é um oásis da imaginação. Aberto e infindável oásis.
As melhores e maiores loucuras de nossa mente.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

#Amor, versos e besteiras


*Algumas frases  bregas e românticas que escrevo de vez em quando. 


— "O Amor nunca acaba, renova-se a cada dia."

— "Eu posso ter tudo; ser o maior dos reis, um guerreiro poderoso, ou ter todas as riquezas do mundo, mas nada é tão relevante, quanto o meu amor por você."

— "Eu me conformara com a tristeza da minha vida
     Foi por nunca conhecer o amor,
     Que saí a procura dele
     E acho que finalmente, encontrei em você."

— "Nosso Amor é muito mais que algo físico;
     Atravessa os limites da alma."

— "Ninguém é perfeito. Somos apenas partes que se completam."

— "Você é a essência da minha vida..."

"Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas."
                        Fernando Pessoa 
Acho que esse trechinho de Fernando Pessoa, resume bem essas frases. ♥



quinta-feira, 28 de novembro de 2013

#Estranhos Gostos 2

Há algum tempo peguei essa mania, e hoje não consigo largar mais. 

Em alguns dos meus poemas e textos, sempre escrevo no MASCULINO. Mas... Eu sou menina, então, Por quê?  
Meus personagens favoritos são homens, assisto yaoi (que sempre tem muitos personagens homens), escrevo fanfics yaoi(mais homens XD), Então... Acabo sempre escrevendo no masculino. (Não, não sou lésbica xD HAHA).
E também, a sociedade tem uma coisa, que não sei o que é... Parece que homem não pode demonstrar ou ter sentimentos. Tem que agir como um ogro. Mas, todo mundo sabe, que isso é impossível. Até o mais bruto dos homens, tem sua parte sensível e, também gosto de pôr isso em meus textos. Homens expondo seus sentimentos.

:)


quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Speechless - Lady Gaga ♥

Eu nunca mais vou amar novamente
Oh amigo você me deixou sem palavras
Você me deixou sem palavras, tão sem palavras
(...)E depois de todas as bebidas e bares a que nós fomos
Você desistiria de tudo?
Será que eu poderia desistir de tudo por você?

E depois de todos os meninos e meninas por que nós
passamos
Você desistiria de tudo?
Será que você poderia desistir de tudo?

Se eu prometer a você, garoto
Que eu nunca mais vou falar novamente
E eu nunca mais vou amar novamente
Eu nunca mais vou escrever uma canção
Não vou nem mesmo cantar junto

Eu nunca mais vou amar novamente
Tão sem palavras
Você me deixou sem palavras, tão sem palavras
Por que você está tão sem palavras, tão sem palavras?





Não sei por que botei RinxHaru... E nem quero saber xD
Amo essa música ♥

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Estranhos gostos



Não.. Não... Meus trechos, e meus poemas não são inspirados em experiências reais... Quer dizer... Apenas quando escrevi esse aqui Flores, Amizades, a Falta que Faz, que, realmente, foi um episodio muito triste em minha vida, que tem apenas 1 mês e alguns dias que aconteceu.  A dor ainda está aqui, mas eu não sei como posso prosseguir.( Eu meio que... Adapto-me fácil a certas coisas, e, a situação, pede uma reação assim, pelo menos, na minha percepção) Essa fácil adaptação, às vezes, é uma coisa meio cruel em mim. Eu consigo esquecer fácil as coisas... Mas isso ñ vem ao caso agora.

Porém, muito de mim está em meus poemas e mini-fics ,como Amor & Dor e A Infinita Paz. Eu tenho meu lado triste, as dores que gosto de pôr em palavras. Certas coisas não escorrem dos meus olhos.
Ponho bastante dos meus sentimentos em meus personagens e mesclo com outras características que eu gostaria de ter.

A maioria das minhas inspirações vem das músicas... De animes, ou, simplesmente, da minha imaginação mesmo. O Anjo.... Eu não sei de onde tirei essa ideia de anjo. Acho que deve existir algum mesmo, sempre do meu lado, querendo aparecer para mim, impulsionando-me com os poemas.  Ele deve estar aqui, mas, como eu sempre digo, nunca posso vê-lo, infelizmente.   Não sou religiosa ( Na verdade, sou deísta), meus anjos são divinos, sim. Mas,eles são bons e maus, anjo e,também, demônio.

 Gosto de antíteses, Dualismo, coisas que se opõem entre si. Pus essa ideia em meu livro "The Golden Rose" e não a deixei mais. Assim como o equilíbrio, o qual é representado por um dos protagonistas Freyr, que acaba unindo os Guardiões elementares(sinopse). Eu me identifico bastante com a personalidade desigual do Zeref, ele é frio com o resto do 'mundo', mas, com quem ele ama, é doce. Tenho um pouco também da timidez e do ciúmes do Freyr, ele é um pouco desconfiado e ingênuo nas relações afetivas... Do Heimdall(entre os principais também), eu acho que tenho a compreensão... Ele consegue ver os sentimentos das pessoas, muitas vezes, eu sou assim. Eu, muitas vezes, consigo compreender as ações, as palavras... Mas, as pessoas são bem difíceis, às vezes.

Então... Só queria falar um pouquinho mais sobre mim aqui ♥ Deu vontade. 

domingo, 24 de novembro de 2013

Amor & Dor.


Senti seu toque macio em minha cabeça, então, uma voz grossa e, ao mesmo tempo, suave, sussurrou em meu ouvido.
– É difícil, o mundo é um lugar muito difícil. Às vezes parece vazio demais, às vezes cheio demais. Muitas vezes queremos sumir daqui, mas nossa alma sempre clama por mais. – Ele sorriu, de forma agradável para mim. Levantei meus olhos aos poucos – Parece algo meio masoquista, não?Sempre inclinamos para aquilo que nos faz sofrer, mas é assim mesmo, é só se acostumar.
– A dor não é algo que eu possa me acostumar. – Uma lágrima correu solitária pelo meu rosto cansado.
Ele limpou a lágrima com um dos seus dedos, delicadamente...
– A cada lágrima... Ponha um sorriso.
– Como se isso fosse fácil... – Sorri, um pouco indignado com sua proposta.
Ele sorriu em resposta, e para minha surpresa, disse:
– Está vendo? Você sorriu.
Suspirei, sentido-me um verdadeiro idiota. Levantei e fui para a sacada da janela, ele me seguiu com olhar. Passei minha atenção para a lua, cheia e prateada  no céu...
– Sorria, seja por qual for o motivo. Mesmo que não tenha motivos.Dá vivacidade à nossa alma.
– Quem sabe... Quem sabe o que quer a nossa alma... – Virei-me para ele, e olhei-o sério – Estamos aqui, não sabemos para quê. Mostrar os meus dentes e fingir que está tudo bem não vai tirar nenhuma dor.
Andei até o meu amado otimista e abracei-o com força.
– Prefiro me afundar na noite, nos beijos, vícios, do que fingir um sorriso inútil.
– Você não muda, não é mesmo? – Seu riso abafado soou perto da minha orelha, depois, senti sua boca em meu pescoço, deu-me um beijo de leve. – Amo o seu sorriso, mas não é fácil tirar um riso de um ser tão pessimista como você, mas... Acho que você me convenceu.
Ele me deu sua mão e andamos até a sacada da janela, ficamos a observar a lua, abraçados, passando o tempo dividindo nossas dores, vivendo o nosso amor. Pra que valem os sorrisos na dor? O discurso dos otimistas, às vezes é uma farsa. Não há nenhum remédio para dor da alma, a não ser... O Amor. Esse, que faz sofrer, chorar, sorrir e tudo isso é verdadeiro. Esse sim, é um remédio. Acalenta, abraça e conforta. Com sua simplicidade, começa de mansinho e te agarra com força.
Estávamos nos extremos. Ele fogo, eu gelo. Somos opostos, mas ele sempre conseguia aplacar minha tristeza. Tentava me forçar alguns sorrisos, mas eu nunca cedia à sua teimosia. 
Só o seu amor pode sondar e me curar.

O Amor une os opostos. Injeta, assim como tira as dores. É quente, assim como é frio. É a medida das coisas.







sábado, 23 de novembro de 2013

Mais do que paixão - Lady Gaga

Um pouquinho por fora do mundo dos animes e rock, eu tenho um certo "penhasco" por POP. Nunca consegui gostar de kpop...  Gosto de pop americano  mesmo, bem dançante e com batidas fortes.

 Mas... O que  me faz gostar tanto da GAGA?
Bom .... Às vezes nem eu sei... acho que é por seu estilo 'camaleão', que sempre sai da mesmice. Gaga tem voz, dança, compõe, toca piano e ainda é bem performática. Ela tem carisma, trata muito bem os fãs, *me segue no twitter*, sabe ser fina com os haters e dar a volta por cima... Com apenas 5 anos de carreira, Stefani Germanotta(seu nome verdadeiro), já tem 5 Grammys e mais de 100 prêmios.

Dentre seus 4 discos lançados - The Fame. The Fame Monster, Born this way e, o mais recente, ARTPOP, não sei mesmo dizer qual é o melhor, mas tenho um certo carinho por The fame monster, é obscuro, carregado de enigmas, um EP que você para e pensa: 'O que há por trás dessas músicas?'
Ela carrega sua mensagem de aceitação, amor e igualdade( mais centrados no álbum BTW) e lealdade a sua legião de fãs os LITTLE MONSTERS com garra, e isso me deixa encantada.
GAGA pode ser odiada por muitos, diversas pessoas tentam rebaixá-la, tirarem seu lugar na indústria da música, mas,inegavelmente, Ela já é um ícone. Conseguiu balançar o mundo da música com seu estilo excêntrico e divertido.

Esses dias tenho escutado bastante o ARTPOP, um álbum super dançante e despreocupado. Minha favorita é Mary Jane Holland :D


sexta-feira, 22 de novembro de 2013

*Um anjo sem asas



Eu apenas queria o seu bem. Queria sua voz suave soar nossos cânticos, quando costumávamos passear nas tardes quentes de verão. Partilhar nossos sorrisos, abrir nossos braços ao vento, celebrávamos a vida como ela é, simples e cativa. A estrada ruiu, os caminhos, separaram-se. Agora, não tenho mais o teu sorriso cheio de alegria para me seduzir e festejar a vida – não sei para onde os caminhos te levaram.
Só sei que permaneço sozinho, olhando para as estrelas, acalentado pelo canto solitário da noite; Um canto triste, que penetra na minha alma e ressoa minha tristeza. A minha vida perdeu a sua essência, o destino resolveu sugar meu fulgor.
O mundo gira, mas eu estarei sempre no meu mesmo lugar. Esperando toda a sua magnificência voltar para mim. Não quero seguir sozinho, não vou conseguir reconstruir sozinho.
Cresci sob asas, e, agora,  não sei criá-las.


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Doce Mistério



Há mais mistérios entre o céu e a terra, do que toda a nossa vã filosofia....                                                                                       William Shakespeare. 

As sombras de enigmas me enganam
Sobre a vasta noite negra.
Eu, acalentado sob as asas negras do meu anjo
Divago no céus, nos meus inconstantes sonhos,
Relatando minha insignificância diante desta imensidão do Universo.
A estrada sem fim – a luz que, pode estar ao nosso alcance
Mas,talvez, nunca a veremos.
Oh, universo que turva nossos olhos e sentidos.
Depois de tantos devaneios e tentativas frustradas,
Finalmente abro os meus olhos,
Meu anjo, em meu ouvido, sussurra com ternura:
"Muitos tentam, mas a beleza está no mistério."

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Renovação



Nas minhas solitárias noites
Vivo a chorar meus pesares.
Minhas dores, ou os meus amargos amores
Os grandes borrões das minhas terras.
As lágrimas cinzas e salgadas
Plantam a alegria
Elas carregam tudo aquilo que eu já amei
Tudo aquilo que já carreguei em meu coração
O raiar do sol bate levemente em meu rosto
Pela manhã, uma nova manhã – Um novo ser.
Uma nova partida na vida
Vida essa tão simples, e tão difícil jornada.


sábado, 16 de novembro de 2013

Mais do que paixão - Princess Princess


É pra glorificar de pé Igreja!! Depois de muito tempo de luta, consegui arrumar minhas imagens no Gimp(uma porcaria, ñ recomendo de jeito nenhum) *-* Não quero instalar o Photoshop no Net, ñ ia dar certo, msm....



Então, hoje tenho mais uma de minhas paixões ;)
Sim, Esse anime super fofo da imagem acima, PRINCESS PRINCESS, mas não se engane, não são meninas aí. São três garotos com aparência "afeminada".
Seus nomes são, Yuujirou (loirinha), Mikoto (cabelo rosa) e Tooru(cabelo azul).  Tooru, por motivos pessoais, fora estudar numa escola masculina, e pela sua aparência bela fora escolhido para ser uma "princesa".
Para tirar o "tédio" da vida escolar e um monte de homens aglomerados no mesmo local, sempre os três garotos mais belos do 1º ano são escolhidos para serem as "princesas" do colégio. Suas funções incluem, animar os garotos( não, não é namorar ou algo do tipo xD ) nos clubes de beisebol, ciências, kendo, essas coisas e fazerem apresentações nas épocas de festas na escola... Porem, todo esse "mico" traz privilégios, como a grande popularidade das princesas e o custeamento total na escola.


Esse anime e tão gostoso de assistir, é uma pena que tem apenas 13 episódios T-T. As situações que eles passam como princesas são tão engraçadas, além de que eles ficam lindos como "lolitas".
Já assisti duas vezes e pretendo assistir mais, uma pena que não consigo achar o mangá na net :/
Mikoto não é gay, ele tem uma namorada, mas rola um clima entre Yuu e Tooru, queria saber se eles têm alguma coisa no mangá *-* hahahah (sonhos de fujoshi)

Então, essa foi mais uma das minhas paixões. Na próxima será de Música ^-^

Dreambound - Helloween


To usando Linux agora e não tenho  Photoshop para arrumar as ftos :/

Você mudará meu sonho, você guiará minha maneira de ser.
Você é a luz, você transforma o preto no branco.
Você mudará meu sonho, você trará a realidade.
Você brilha tão claramente, você transforma o preto no branco.

Eu perdi minha alma no jogo que joga.
Nenhuma dúvida que ele não me poupará.
Me caçando, preso numa perseguição
sujeito à violação

Eu tenho medo de cair no sono.
Não importa se é dia ou noite.
Mas uma vez que eu estou lá em meus sonhos.
Você virá me salvar outra vez.
Dreambound - Helloween 

Essa música de Helloween é puro sentimento *-* 
Ela elucida bastante alguns dos meus poemas, "sair da escuridão, por causa de alguém, a luz, no meu caso, os anjos"

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Uma breve Jornada – Parte 02


Não sabia seu nome... Nem de onde veio... Só sei que sua aura alegre me deu um impulso. Um impulso estranho. Fui animado para casa, com vontade de prestar mais atenção às pequenas coisas que eu adorava fazer e que havia esquecido há muito tempo; como dormir abraçado com meu gatinho preto, sentir o cheiro doce de café fresco ou abrir um livro e me deliciar em mundos fantásticos. Observei a noite, a lua cheia brilhava intensamente, enchendo meus olhos de fascinação.

Não lembrei das minhas decepções, das pessoas que me cercaram e me desprezaram... Concentrei-me apenas em mim e meus gostos. O mundo a minha volta estava ali e eu... Desprezei-o para me entregar à pessoas fúteis e vazias.

Minha vida mudou totalmente de rumo depois daquele dia... Sentia-me feliz – feliz comigo mesmo, sem depender da compaixão de ninguém. Estava amando minhas tardes de leitura, minhas caminhadas noturnas pela cidade, o carinho gostoso do meu gato. As minhas noites de sono estavam mais agradáveis.

Certo dia, preparei-me para minha entrevista de emprego. Vesti uma roupa comportada, peguei tudo o que era necessário e saí de casa. Animado e confiante. A cidade estava barulhenta como sempre, mas, eu prestava mais atenção em minha mente e esquecia as pessoas ao meu redor.

Cheguei ao local indicado e respirei fundo. Uma mocinha educada pediu-me que ficasse na sala de espera, e, pacientemente, sentei e fiquei quieto, aguardando a minha vez. Era uma entrevista para secretário particular de um rico empresário, ele mesmo nos atenderia e veria suas exigências. Alguns candidatos saiam um pouco desanimados, mas nem me preocupei, eu estava tranquilo, havia me preparado bastante para aquilo. De repente, a mesma moça me chamou, dizendo que eu já poderia entrar. Levantei-me e fui decidido até a sala.

A cadeira da mesa estava virada. Havia alguém sentado, aparentemente de pernas cruzadas e mãos entrelaçadas. A cadeira lentamente se virou, meu rosto assumiu uma expressão surpresa.
O rapaz estranho e cheio de vida que encontrei no parque, era o empresário que iria me entrevistar. Não sei se ele me reconheceu, mas, abriu um sorriso tímido quando curvou seu corpo e disse-me “Bom dia”. Sentei-me na cadeira à frente dele e, aos poucos ele começou a me fazer perguntas sobre minhas aptidões, respondi com calma e simpatia, acho que ele gostou das minhas respostas. Quando finalmente terminou, nos levantamos e damos um longo aperto de mão. Então, ele disse:

– Sua aura parecia bastante triste naquele dia... Hoje, vejo que ela está diferente. Vou ao parque todos os dias, assumo minha verdadeira identidade, junto ao meu mundo. Espero que faça o mesmo agora.
– Muito obrigado. Eu agradeço todos os dias por aquele momento.

Saí alegre e surpreso da sala, a moça me olhou estranhando minha expressão – bem diferente dos outros candidatos.

Alguns dias depois recebi a notícia de que tinha sido contratado. Sr. S. era um homem diferente no trabalho, mas quando íamos passear pela cidade, ele assumia uma forma totalmente diferente.



Minha vida mudou, mudou completamente por causa dele. Aprendi a me amar e respeitar a minha vida, ao mesmo tempo em que... Eu e ele aprendemos a amar um ao outro. Sem promessas, sem ilusões e sem indiferenças. Apenas companheiros nessa breve jornada, chamada “vida”.
_______

Às vezes me pego pensando em certas coisas... Como nessa história que fiz. A nossa felicidade pode não depender dos outros, nossa felicidade só depende de nós...
Link da PARTE 01 
E também postei no AnimeSpirit Uma Breve Jornada

Uma breve jornada. – Parte 01


Andei pelas ruas da minha grande cidade, procurando algo para me preencher. Meu corpo mergulhava em um vazio extremo e desesperador e eu não sabia mais como prosseguir. Amei, Amei, procurei o meu caminho e a tão falada “alma gêmea” e recebi apenas desprezo e indiferença. Escalei a mais alta torre de sonhos e, no final, a queda foi pior do que eu pensava. Era aquela pérfida mania de entregar-se totalmente, sem pensar no amanhã, no tão incerto amanhã. Agradeci aos céus por ter abrido os olhos.  

Sentei-me na grama de um parque, observei a calmaria do lago, e pensei: “Leo... O que será da sua vida agora?” Tentava descobrir o que faria da minha vida... Afinal, o que era a minha vida? O que é “vida”? O que eu estou fazendo aqui ainda? Na verdade, ninguém sabe o que está fazendo nessa bola azul perdida no meio do universo chamada Terra. A “missão” de cada um é uma ilusão, um tentativa frustrada e irrisória de explicar algo que é inexplicável. Tudo e todos vagam por aí sem nem saber o porquê – nunca saberão.

De repente, senti meu rosto encharcar-se por gotículas d’água. Caiam como peso em meu rosto. Os céus sentiram minha profunda tristeza; menos eles.  Pus a mão no meu rosto, e tateei minhas pálpebras molhadas, tinha que conter as lágrimas.
– O céu fica bonito quando chove, não é? – Uma voz desconhecida e grave, surpreendentemente surgiu ao meu lado, em meio ao som calmo da chuva.

Olhei um pouco assustado para o indivíduo ao meu lado, ele me encarava com uma expressão branda, com um sorriso fraco no rosto. Trajava vestes simples totalmente brancas o que destacava seus cabelos negros que estendiam-se até o pescoço.

– Não sei... – Respondi em um tom abatido. Virei meus olhos para o rio, queria ficar distante de tudo.
O rapaz levantou-se, fiquei a observar seus movimentos; Ele fechou os olhos lentamente e ergueu a cabeça, parecia ter prazer ao sentir a água da chuva caindo em seu rosto. Aos poucos ele abriu a boca e deixou algumas palavras saírem:
– Ah! A chuva. O seu som é um conforto na solidão.

Arregalei os meus olhos, e olhei-o estupefato. O que aquele homem queria ali? Como ele adivinhara o que eu sentia? Ele sentou ao meu lado de novo e, logo depois, deitou-se na grama verde, molhada e fofa, e começou a rir como um louco, ainda olhando para o céu. De início, eu achei estranho, pensei em fugir dali. Um maluco apareceu do nada do meu lado e começou a falar coisas estranhas e rir sem explicação, qualquer ser humano “normal” teria corrido dali. Mas, eu apenas olhei-o e fiquei a admirar a beleza do seu sorriso e a forma como ele se divertia sem razão aparente. Ele não parecia drogado, seu rosto estava bastante saudável.  A chuva parou, ficamos apenas com o doce som das gotas caindo das folhas das árvores.  Um pouco curioso, perguntei-o:
– Por que você está sorrindo assim?
Ele endireitou-se e sentou em posição de lótus, e, ainda sorrindo, disse:
– Estou vivo e gosto de aproveitar a chuva... – Ele aspirou fortemente o ar e, com os olhos entreabertos, continuou – Esse cheirinho de chuva... Tem coisa melhor?

Fiquei espantado com a resposta. Ou ele era um bobo, ou um louco. Chuva era algo tão comum, eu, particularmente não gostava muito, atrapalhava bastante meus compromissos, mas decidi fazer o mesmo gesto que ele. Aspirei o ar com força, tentando entender o tal cheiro que ele citara, era um perfume de terra molhada, até chegava ser agradável. Sorri, um pouco desajeitado, nunca tinha reparado naquele cheirinho agradável que a chuva deixava na terra, era interessante.

– Ei... Já parou para observar quanta coisa bonita tem nesse parque? – Ele olhava para as flores e plantas próximas ao lago, como uma criança curiosa. Seu olhos tinham um brilho incomum, ele parecia ser aquele tipo de pessoa que se impressionava com qualquer coisa.

Ele observava as flores, as joaninhas, as lagartas, brincava com eles, como se fosse algo de outro mundo, tinha um jeito infantil, mas adorável.  Sua alegria era radiante e, eu não entendia bem o porquê. “Estou vivo”. Foi a resposta mais estranha que já recebi. Rapidamente, ele se levantou e saiu em direção a trilha do parque. Sem pensar muito, levantei e fui atrás dele, agarrei seu braço com força.
– Mas... Quem é você?
– E isso importa? – Ele sorriu para mim, de um jeito brincalhão. – Talvez um dia você saiba... Até breve.
Soltei o seu braço vagarosamente, e fiquei a observar seu passo lento até a trilha. O modo estranho como ele agiu à minha frente, tocou-me profundamente....
_____________

No próximo Post, postarei a parte 02 ♥


terça-feira, 12 de novembro de 2013

Meio a meio





Sempre me disseram que eu sou uma "menina adulta". Em algumas partes eu posso até concordar, tenho algumas ideias meio... Avançadas para minha idade. Sou, em parte, "idosa". xD
Mas, eu tenho também minha parte adolescente, só que... Eu não a deixo transparecer muito. Parece que sinto vergonha deste lado meu. 
Há algo mais adolescente( e forever alone ) do achar personagens de animes bonitos? xD
Ou inventar histórias yaois, imaginando caras perfeitos? 

Em algumas questões eu sou um pouco boba, em outras sou mais centrada. Como disse uma vez antes, sou meio contraditória, acho que todo mundo tem essa fase, mas, eu espero, espero mesmo,  continuar assim. Essa minha característica estranha, intriga-me cada vez mais. ♥

E ainda me ajuda bastante a escrever. É o que me salva agora :)



segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Nosso caminho, Selvagem e puro.




" Depois de tantas léguas, meus pés já não aguentavam mais os espinhos. Os galhos espetados das árvores, os monstros escondidos nas relvas, massacravam-me enquanto eu tentava trilhar o caminho do meu destino – ou o que eu pensava ser o meu destino. 
Pensei, que as minhas teias da vida, estavam traçadas; que eu precisava apenas seguir, caminhar, mesmo que aquilo fosse um pesadelo. Os meus dias tornaram-se cada vez mais monocromáticos, eram passadas longas, vazias – a linha fiel do desespero.
 A tal ponto cheguei, não pude mais caminhar. Curvei-me; a vida me vencera. Ao menos, tentei trilhá-la. Joguei tudo para o alto e apenas assisti.
Certo dia, deitado sobre minha cama, em meio a sonhos e paixões, uma fresta abriu-se em minha mente – por sorte, uma luz.
Onde estão meus castelos? Por onde andam minhas espadas? Cadê minhas fortalezas? Eu fui um fraco. Vil e Estúpido. Era uma batalha, porém, eu apenas deixei-me ser massacrado. A luta diária, a corrida e seus encalços.
Levantei-me e ergui minha cabeça.
Finalmente, ergui meus punhos e disse:
– Vida, não tenho medo de te enfrentar, a minha estrada, eu mesmo construirei.

Às vezes, na vida, é bom abrir os olhos e perceber que nosso tempo é curto, mas o que podemos construir é glorioso.*


 
 

domingo, 10 de novembro de 2013

Noovis *-*

Dei uma repaginada total no blog! (OH! Novidade! xD)
Resolvi deixar meu GoldenMoon um pouco mais bonito e organizado, esse estilo rosa *desbotado* está me dando uma sensação estranha e eu adoro isso.
Mexi nos códigos HTML e CSS(coisa que nem sei pra onde vai), procurei tutos na internet e acabei por conseguir deixar o blog assim ♥
Estou pensando em começar a divulgá-lo, mas essa decisão é muito chata pra mim, pq aqui é blog muito pessoal, só arrumei-o para o meu bel-prazer u-u


Fiz uma nova assinatura ♥ Ficou super fofa :*

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Hey Lord! - Helloween

HEY LORD!  HELLOWEEN ♥
Ei Senhor!
(O que é isso tudo?)

Prazer ou dor
Frio ou fogo
Amor contra desprezo
Esperança ou desespero
Verdadeiro ou Falso
Normal ou insano

Você sabe o que escolher?
Você não pode perder
Como as estrelas precisam da luz
Não há esquerda sem direita

Ei, Senhor, ei, Senhor
A vida é bela, como você ensinou
Ei, Senhor, ei, Senhor
O tempo corre, o tempo é curto
Ei, Senhor
(O que é isso tudo?)

Bom ou profano
Par ou ímpar
Tudo está frente a frente
Pecador e santo
Servem uns aos outros
Vida é como chamam esse lugar

Você sabe o que escolher?
Você não pode perder
Como as estrelas precisam da luz
Não há esquerda sem direita

Ei, Senhor, ei, Senhor
A vida é bela, como você ensinou
Ei, Senhor, ei, Senhor
O tempo corre, o tempo é curto
Ei, Senhor

Ei, Senhor, Ei, Senhor
O tempo corre, o tempo é curto
Ei, Senhor, Ei, Senhor
A vida é bela, a vida é curta
Ei, Senhor, Ei, Senhor
O tempo corre, o tempo é curto
Ei, Senhor, Ei, Senhor
Por que você nos quis tão caprichados?

Ei, Senhor, ei, Senhor
A vida é bela, como você ensinou
Ei, Senhor, ei, Senhor
O tempo corre, o tempo é curto
Ei, Senhor
(O que é isso tudo?)

Eu tenho essa música como uma forma de oração. A letra dela é bem objetiva, fala sobre nossas escolhas. A  grande dualidade que é a nossa vida. Helloween é uma Banda incrivelmente incrivel (pleonasmo xD), E Hey Lord é uma das grandes da banda, pra mim, uma das melhores composições deles ♥
You'll change my dream, you'll guide my way to be
You are the light, you turn black into white.."
                            Dreambound -Heloween ♥'

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Coisinhas Fofas *-*

Algumas acessórios que achei no DevianArt pena que sou pobre e não posso comprar XD





Adoro acessórios fofos, mas não uso muito pq em mim fica feio(sério xD), Animes, Lolitas, Estilo Kei... Simplesmente Amo! 

Terminar com a coisnha mais fofa do Alba-chan ♥

Um Doce/Amargo Veneno


Dos brilhos mais bonitos, saem as ilusões mais pérfidas...
As mais belas máscaras sorridentes, podem esconder os piores monstros...
As palavras agradáveis que soam como veneno 
Extremamente açucarados em nossos ouvidos
Destilam sua malícia e crueldade, 
E acabam por nos levarem a caminhos cheios de armadilhas
Nosso coração, nosso frágil terreno de emoções 
Desmancham-se em lágrimas enquanto nosso, agora, amargo veneno
Passeiam por nossas veias e destroem-nos por dentro.
Aos poucos,as lágrimas constroem a fortaleza,
Fazem sua defesa e trazem a cautela
Secam-se as lágrimas...
Nosso terreno estará protegido.

***
Estou indignada e cansada das pessoas. Não aguento mais ser tratada como um nada por alguns e simplesmente, estou deixando tudo no ar. Acabei, finalmente, por decidir que não vale MESMO a pena tentar bater a cabeça em algo que me dói. Não vou mesmo.




domingo, 3 de novembro de 2013

Minhas pérolas negras ♥



"Nos meus dias vazios e cinzas, o céu girava – girava e me deixava cada vez mais confuso. "
Esse trecho do meu texto – o mais legal, na minha opinião , é inspirado em um trecho de uma música de Helloween, Fallen to Pieces:

"Por que devo eu morrer uma mais vez se eu tento?
Para baixo que eu rezo, mas os céus giram para o cinza!"

Na verdade, na maioria dos meus textos, eu tiro inspirações das músicas de Helloween e Sonata Arctica, principalmente esta última. As letras deles sempre apresentam elementos mágicos, sofrimento, coisas do “além-vida”, sentimentos profundos que conseguem despertar nossa sensibilidade.
Sei que meus textos e trechos não podem ser comparados com as poesias deles, mas eu sempre tento captar a essência das letras e construir junto com meus anjos e sentimentos. 

<3 

Linguagem do corpo

Os olhos voltados pra cima A boca seca Os lábios trêmulos  Os dedos que se fecham Meu corpo denuncia O que a palavra não r...