sábado, 21 de dezembro de 2013

#Inconstante e glorioso destino


Deitado sobre o meu leito 
O silêncio me acalma
Solto versos para a alma,
Aos poucos ela vai me deixar
Espero os sinos da vida tocarem 
E a glória — com perfume de flores
Devagarinho, vai me contemplar
Entrarei em sincronia
Vagando pelo universo sem fim
Minha alma solitária
Eterna viajante,
Aguardando os sinais de luz
Infinitamente, procurando o túnel
A passagem divina
Aquela que me mergulhou em dúvidas
Sou indigno, viverei na inconstância.
Apenas mais um entre os seres,
Mais um mergulhado na melhor sina da alma.

Acordei hoje pensando nisso... Eu sempre me pergunto o que há detrás do silêncio da morte... É algo que me deixa assustada,e, ao mesmo tempo, curiosa. Não quero morrer ainda (claro xD) Mas queria muito saber o que acontece conosco. Não consigo acreditar que é o fim de tudo. É muito misterioso. Acredito que temos um espírito, como se ele guardasse tudo que sentimos, penso que ele continua a existir, e, possa ser que volte à Terra um dia. O problema é... Para onde ele vai.
Não consigo acreditar em CÉU x INFERNO. Se existe mesmo um Deus, ele não nos condenaria cruelmente. Ainda mais que não sei qual a necessidade de "Demônio", o ser humano tem o bem e o mal em seu coração, é como se ele fosse um bode expiatório para os nossos erros. É ridículo.
Nas minhas hipóteses, eu acho que existe um lugar onde...Nos tornamos mais elevados, pagamos nossas pendências... A morte é um verdadeiro mistério... Assim como a vida também é...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Just another day...

Oh, eu aceitaria umas duas ou três Ou outras maneiras de viver Mas hoje eu não vou ser tão dura comigo mesma Eu vou caminhar so...