quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

#Tramas de adolescente




Eu confesso;Confesso que já pensei em pegar uma grande mochila, estocar minhas roupas e sair pelo mundo. Andar milhas e milhas atrás do amor, mesmo com o medo de encontrá-lo. Procurar a minha vida, que eu perdi em algum lugar... Mas, o que eu quero mesmo é Sentar numa varanda, sentindo a brisa fresca da tarde de verão...  Ver o canto solene dos pássaros... Vagando, de olhos fechados, apenas aproveitando a sensação da calmaria. Sozinho, fugindo das coisas que eu queria poder enfrentar. Queria deixar tudo no passado e criar meu mundo, escondido em alguma dimensão que  só eu conhecesse. Eu, covarde e preguiçoso, olho para os milhões de caminhos e me perco, então, eu me encolho, e paro no mundo. O que tem de tão assustador lá no fundo? O Futuro? Nem eu mesmo consigo entender.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Imagem

Há uma imagem de mim Há uma imagem de ti Há um sentimento de nós O encontro, onde está o confluir? Um pedaço aqui O...