quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

#Poesia do céu


Sereno e escuro céu
A dança inquietante das estrelas
Minhas poesias — minha agonia na ponta da caneta
O som das cigarras, soam em meu ouvidos
Acalma o grito da alma
Debaixo do véu prateado da lua
Apenas eu e minha solidão
Despejando minhas lágrimas nas folhas do meu caderno
Pousado delicadamente em meu colo

Ninguém mais veria aquela dor
A não ser o brilho da lua e das estrelas
Vesti minhas sombras em poesia
Sorte que a noite estava bela
E me conseguiu arrancar um sorriso.
A poesia do céu acalma
Até mesmo o mais infame dos poetas
Que não sabe escrever sobre outras contendas
A não ser de sua própria desgraça

*** Terminei de Assistir WataMote! Muito bom aquele anime ♥ Vou para Tyger & Bunny
Acho que sou meio masoquista ._. Escrevo sobre minhas próprias dores, só para tentar esquecer ... '-'



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Just another day...

Oh, eu aceitaria umas duas ou três Ou outras maneiras de viver Mas hoje eu não vou ser tão dura comigo mesma Eu vou caminhar so...