quarta-feira, 19 de março de 2014

#Somos o tudo, o nada.


Sou filho das estrelas
Nasci do pó, vim das nuvens
Do azul-celeste, das ondas.
Estou aqui, estive ali e quero ir mais além
Do Horizonte, do infinito
Sou grande, sou pequeno
Dizem que sou um grão de areia
Dizem que posso ser o maior dos homens
Não escolho nenhum dos dois
Pois eu já sou, sempre serei 
A linha vermelha, rente aos extremos
Os dois pontos andando lado a lado
Somos Seres perdidos
Entre o mundo do muito e o do pouco
Somos nada, Somos o tudo.
Somos Humanos.
______________

Se perceberem, eu falo no 'masculino', mas sou uma menina hahha Já expliquei isso aqui... Por conta das histórias que escrevo, peguei essa mania de escrever no masculino....
#Terminei O Simbolo Perdido! Um livro  MUITO MUITO bom, porém, a revelação que o livro prometia desde o inicio, nem era lá essas coisas, mas até que soou bem interessante.... Foi outra coisa no livro, a qual eu nunca imaginaria, que me foi MUITO surpreendente, só lendo pra saber.... :3 
Perdi duas horas da minha vida hoje assistindo um filme chamado "O Rei e Eu", um clássico, de 1956, musical. Tive que assistir por que vou fazer um trabalho sobre ele e... Me decepcionei totalmente com o filme ._. Aquele final, AAFF!

Então... Hoje só ♥


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criança liberta

Queria ser criança liberta Criança nascida do verde louro Que grita aos sete ventos E pula de pés descalços  Sobre a terra ...