quarta-feira, 9 de abril de 2014

# Desejos


O meu seio, minha vida desejam estar depositados na pureza singela dos teus olhos. 
No brilho etéreo da tua aura que alimenta meus sonhos
Na presença que me envolve; apenas um sorriso teu me conforta
O véu negro encobre tua cabeça, o cheiro cativo desses fios
A cor da rósea dos teus lábios, sinuosos lábios; doces.
Arrepia-me teus dedos, que fazem curvas em meus braços.
Não me olhe assim; esses olhos sublimes não foram feitos para mim
Esse brilho flavo não deve me pertencer; por mais que eu queira
Eu olho para você, e vejo a vida mais cristalina.
Eu olho para você e não vejo me vejo refletindo aí
Tuas sutilezas são eternas; as minhas, apodrecem no final de cada dia
Queria ter o teu canto celeste em meus caminhos
Porém, a ampulheta da vida corre sem freios ao meu encalço.
________________

Drama? Imagina! hauhsua Adoro poemas dramáticos... Já fiz muitos assim... ♥



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Imagem

Há uma imagem de mim Há uma imagem de ti Há um sentimento de nós O encontro, onde está o confluir? Um pedaço aqui O...