sexta-feira, 25 de abril de 2014

- "Fatos da Vida..."


Há aqueles que eu amo estar perto, outros amo estar longe. Sério, tem frase mais clichê? Porém, é a minha mais pura verdade.  Quando meus ares não batem com alguém eu simplesmente evito essa pessoa ao máximo. Mesmo por mínimos detalhes que eu acho arrogante. Uma palavra, um gesto, um olhar. Isso já me faz ter antipatia eterna pela pessoa. Coisa estranha, não?  Isso é péssimo, eu sei. Porém já é uma característica quase intrínseca em mim,e, eu tenho certeza, que já me libertou de furadas.

Gosto também de estar perto das pessoas,  aprecio e muito isso! Porém, esse meu estar perto é tão distante. Eu ouço as pessoas, opino, digo uma ou outra coisa sobre mim... Mas, não sou muito de me entregar, de desnudar a minha alma para alguém. Sou tão reservada, que, às vezes, até minhas palavras são tímidas, por mais que eu tente me jogar sobre elas. Gosto de por meus sentimentos em palavras, e tenho medo de mostrá-las a pessoas próximas. Por isso, posto aqui e não divulgo. É meu cantinho. Se alguém que eu conheço descobrir, provavelmente... Eu irei explodir. É aquele medo, como se estivéssemos nus na frente do outro... É um medo completo.

****

O título parece nome de novela :3

Atualmente, escutando Pariah's Child. Não curti muito a maioria das músicas do álbum ( Sonata não anda me agradando muito desde o Unia D:) Porém... Há Running Lights, Larger Than Life, Take on Breath e The Wolves Die Young, que gostei um pouco, principalmente os refrões. Bom, sinto falta de algo do tipo My Selene, Don't Say a Word e Ain't your Fairy Tale :( 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

estranho vermelho

há um toque de intenso vermelho que consome a minha pele o vermelho das tuas unhas a cor rubra que pinta os teus lábios...