domingo, 1 de junho de 2014

"Acima de tudo..."



Acima das nuvens, espirais e cristais
O branco, o azul, a bonança
Dizem que me esperam no inicio de cada dia
Acima de qualquer desespero
A luz acima todos os pecados
Acima do mundo cinza, que me integra
Mas, Enquanto eu ergo os olhos
Não tenho qualquer esperança
Do inicio da vida, da pureza do azul
Das palavras de vida, amor e temor.
Vejo, depois disso tudo,apenas escuridão
Aquela que o mundo tomou pra si
E tentam cessar, sem saber por onde ir
Há o clamor, os despejos de palavras vazias
A esperança de algo acontecer, sem o agir.
Acima de todo o azul, há apenas o infinito. 
Ninguém o alcançará, sem as obras.
Estivemos por aqui, apenas por estar.
Acima de tudo, não houve nada para lembrar.


O importante, é deixar algo no mundo para ser lembrado. Assim, alcançaremos o infinito, tão desejado.
Esses dias frios são tão bons para produzir poemas.. Pena que está tudo muito corrido para mim. Hj, domingo, tirei o dia para descanso, então puder fazer um poeminha ♥ Saudades de postar aqui todo dia. Mas, como já disse, pelo menos minha criatividade flui um pouco mais.

Só comecei a escrever e saiu esse poema aí... O mundo é um avesso. Assim como minha mente, quando está criando algo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criança liberta

Queria ser criança liberta Criança nascida do verde louro Que grita aos sete ventos E pula de pés descalços  Sobre a terra ...