sábado, 28 de junho de 2014

"Adeus..."


- Eu eu sei que posso ser mais forte
Sei que, todas as minhas caminhadas
Não foram em vão.
Sou filho do fogo
E todos os êxitos virão.
As trilhas podem ser feitas de pesares
Mas nada é tão esmagador quanto meu ser
Minhas pegadas.
Meu viver.
Não adianta mais virar
Tudo de apagou
E só nos resta olhar o horizonte
Ver mais do que me permitem ver
Querer mais do que me permitem ser
Eu sei que posso ser mais forte
Nossos elos são quebrados aqui
Dê-me todo adeus,
Antes de me ver partir.


--- x ----
Eu, definitivamente, odeio rimas. Mas, agora não resisti...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

meio a meio

Nunca tive cara de nova, muito menos de mais velha, sempre um meio a meio... Ou uma normalidade insossa. Minhas palavras nunca ...