terça-feira, 24 de junho de 2014

- "Renascido..."














Ele se libertou.
Aquele quadrado, invisível
Pesado - que mais parecia chumbo
Desintegrou-se. 
Ele pode chorar,como nunca chorou antes
Viu além - além de tudo que o impedia 
De ser mais terno.
Aquele eu singelo; desvelado
Expõe-se aos injustos
Que antes se alegravam ao vê-lo retraído.
Seu sorriso nunca foi tão cheio de vida.
Os seus ares nunca pareceram tão límpidos,
Encheram seus pulmões,
Encharcando-os de vidas;
Renascidas vidas.

---- x ----

Rogue? Por que não? 
Fiz uma assinatura bem pobrezinha no photoscape(Blé!) porque estava enjoada da outra. Mas, o Alois continua divando aqui.. Não sei o porquê tenho essa obsessão pelo Alois Trancy... O menino era chato, enjoado... Mas, acho que foi a sua história triste que me fez criar uma certa afeição por ele *-*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Linguagem do corpo

Os olhos voltados pra cima A boca seca Os lábios trêmulos  Os dedos que se fecham Meu corpo denuncia O que a palavra não r...