sexta-feira, 11 de julho de 2014

- " Sobre ideias..."


Certas coisas fluem e, simplesmente, temos que aceitar. Querendo ou não. 
Hoje, em uma discussão entre colegas, fiquei totalmente disforme. Era apenas uma reunião para discutir sobre um trabalho, relacionado à "Juventude e religião", porém como tudo que envolve religião vira polêmica, acabou gerando certa discussão de ideias, onde, a única que divergia num grupo de 6 pessoas, era a minha.

Já disse aqui e aqui, que eu tenho diversas dúvidas sobre minhas relações com a figura de "Deus"... Eu, realmente, não sou uma pessoa de fé. Às vezes eu penso que ele existe às vezes penso que pode ser que não, ou, ele pode ser totalmente diferente do 'Deus Cristão' que todos conhecem. O meu problema é... Na maioria das vezes que eu tento explicar minha dúvida para alguém, a maioria das pessoas pensam que eu sou ateísta. Eu acho que o senso comum pensa é que, quando uma pessoa não tem uma ideia de Deus como aquele cristão, bondoso, que te dá graças e 'intercede' por você, ela precisa mudar e se adequar ao que todos pensam. Deve ser por que aqui no Brasil a maioria foi criada sobre esses conceitos, e, para desconstruir a concepção que só existe a 'ideia do Deus cristão’, é um pouco difícil. 

Quando eu tentei explicar aos meus colegas que podem existir outras ideias - digo,  panteísmo, deísmo, pandeísmo, entre outros - olharam-me como se.. Não sei dizer. Podem não ter me julgado ali, no momento, mas em seus pensamentos com certeza, sim. Quando eu disse que não acreditava na Bíblia então... Prefiro nem comentar. Sei lá... Eu acredito que, se eu não consigo crer em algo, e tenho pensamentos divergentes, podem até 'respeitar', mas parece que eles não conseguem entender o porquê eu penso daquela forma. Não existe só uma única verdade, existem "verdades". Entendo que elas acreditam em Deus e o cultuam em seu 'dia-a-dia', afinal, é uma questão de fé e cada um tem a sua, é algo que não deve ser discutido, é a liberdade de cada um. Porém, quando se é criado sempre em uma família cristã, parece que só aquilo existe e nada mais é válido. Na minha opinião, toda forma de pensamento é valida, se temos um 'livre-arbítrio', posso pensar e cultuar o que eu quiser, e devo ser respeitada por isso. Mesmo que essa ideia pareça totalmente absurda para você. Eu acho tolice acreditar em demônios, espíritos malignos (um do temas da discussão também), mas se você acredita, problema seu.  Creio que o ser humano já tem sua malícia e não precisa de influências "do além" para praticar o mal. 

O mundo é diverso demais, eu,sempre que encontro textos sobre religião, humanidade, e esse tipo de assunto, gosto de ler, me informar... É sempre bom sair da nossa caixinha e tentar entender o mundo do outro. Posso não acreditar, pois tenho minhas próprias concepções, mas tento compreender e respeitar. Minhas ideias não são melhores nem piores do que as de ninguém. Afinal, parece que buscamos sempre as mesmas coisas, só que, com diversos tipos de respostas.

---- x 
Esse final de semana trarei o post sobre os animes que vou acompanhar ♥ Estou tão emocionada! *-*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Just another day...

Oh, eu aceitaria umas duas ou três Ou outras maneiras de viver Mas hoje eu não vou ser tão dura comigo mesma Eu vou caminhar so...