segunda-feira, 18 de agosto de 2014

- " Real e dourada..."














" A lua. Sempre esplêndida no céu. Arrojada de bastante brilho, entoando um cântico de fascínio aos mais centrados.Contornada por fases, às vezes exuberante e cheia, outras vezes, escondida e escura. Sua essência. Adversa. "


GoldenMoon. Um nome ao acaso, vindo subitamente, acredito que em uma tentativa desesperada de encontrar a mim mesma [ sim, hoje irei falar no feminino ]. Não sou esplêndida, bela, exuberante como a lua. Nem, real e dourada¹, como na sua mais bela fase, a Cheia; mas, suas faces controversas e místicas certas vezes lembram partes de mim. Não sei devido à minha fase de mudanças, em meus 17 anos, mas, há algo em toda mulher que é contraditório e, tento entender isso através da lua. Cheia, minguante, nova, crescente. Certas horas tudo vem à tona, outras tento me retrair, preparando-me para mais um show. É algo estranho, meio desatinado, mas que me instiga alguma vezes.  Esse nome, "Lua dourada" algo que pode mais ser traduzido como, astro opulento. Será que sinto-me assim por dentro? Opulento, no sentido de abundante, que se cintila, emite luz. Mas, em sua timidez, tenta se contrair. Ora, ora, o que seria essa luz? Algo que poderia ser descoberto por todos, algo que eu, poderia muito bem deixar incidir. Mas, são "eu's" demais que não consigo expandir para os outros. São sentimentos adversos demais para os outros. Alguém compreende a misticidade da lua? Acredito que o que é místico não deve ser descoberto. São meus mistérios.
Por isso, apenas uma das minhas faces é conhecida.


Aqui, tento expor tudo o que tenho em palavras. Porém, meus mistérios, ressoam ao vento. Tento jogar palavras e encontrar caminhos, mas são rodeios, e mais rodeios. E até hoje não sei onde parar. Talvez, seja melhor continuar assim. Afinal, mistérios, são mistérios não?  Toda essa minha adversidade vai continuar aqui, ali, sem ser desmitificada.



¹Real e dourada : Referência à música In the Dark, Sonata Arctica. Sei muito bem que a lua não é dourada, mas essa expressão pra mim significa, verdadeiro e esplêndido.


Mas, quem é essa doida que tenta se comparar à lua? Ah! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criança liberta

Queria ser criança liberta Criança nascida do verde louro Que grita aos sete ventos E pula de pés descalços  Sobre a terra ...