terça-feira, 30 de setembro de 2014

- Desapego com a sorte



Acredito que jamais tive sorte
Afinal, quem precisa de sorte?
Não ando por linhas de correntes finas
Onde o destino é agarrado às venturas
Sorte jamais deveria ser ponderada
Sustentar-se do acaso - é a sina das almas quebradiças
Sina daqueles que nunca tentaram
Correram, gritaram e escalaram 
Por toda a vida.



domingo, 28 de setembro de 2014

- Final de Temporada sadness ~




Para a minha desgraça tristeza a temporada de julho terminou definitivamente para mim. Foi divertido ter tantos yaois e shounen-ai' para assistir, mas alegria de fujsoshi é igual a de pobre, acaba rápido. Não se sabe quando teremos temporadas assim, mas pelo menos, teremos mais alguns lançamentos yaois e shounen até o final do ano e começo de 2015. Hybrid Child, possivelmente uma terceira temporada de Junjou Romantica, Orenchi no Furo Jijou e alguns outros que não me recordo agora.  

Fico feliz em ter variedades esse ano, desde que me tornei fujoshi (final de 2012), nunca vi tantos lançamentos assim, apesar de acompanhar diversos sites de notícias sobre o gênero desde meus primeiros passos nesse mundo mágico do yaoi. Uma pena que esse ano está muito perturbado para mim, e não posso manter meu ritmo lendo mangás e assistindo tudo que eu quero :( Mas, tenho que estudar né, afinal, yaoi não vai me dar um emprego, já que não tenho talento pra fazer mangá :p

Infelizmente, acredito que no final desse ano nem terei férias, os vestibulares vem ai, e, sinceramente, com a quantidade de trabalhos que tive esse ano, não estudei mesmo. E o pior, é que alguns desses trabalhos escolares que fiz esse ano, não me acrescentaram em quase nada de conhecimento e, se não fizesse, ficaria prejudicada na matéria ;/  Onde já se viu, ter que representar um filme no auditório da escola? E alguns outros trabalhos que nem prefiro comentar aqui.... Só serviram de cansaço e gastos, mas ainda bem que esse martírio tá acabando e só falta mais uma unidade *-* 

Não vou ver mais pessoas indesejadas, nem fazer tantos trabalhos estressantes e sem noção ô/



quinta-feira, 25 de setembro de 2014

- Uma Fina Linha Vermelha



Quero estar em todos os lugares
Quero estar em lugar algum
Quero ter todos os amores
Quero chorar por toda indiferença
Quero estudar as mais diversas sensações
Quero estar vazio, em áridos sofrimentos

Gritar, chorar, sorrir, viver, amar, sentir
Todos os verbos mais insanos
Todas as rimas e versos que eu puder tocar
Meu destino é uma fina linha vermelha,
Maleável, destoante, jamais definida
E, nunca encontrada.

Queria poder quebrá-la em mil e um pedaços
Fazer nós, encontrar seus pontos perdidos
Controlar todos os seus caminhos passados
Mas, os seus horizontes são remotos demais
Seus nós são inquebráveis e,
Nada mais pode ser desfigurado.





sexta-feira, 19 de setembro de 2014

- Criatura dos olhos invulgares



O vermelho rubro daqueles olhos
Era a verdadeira passagem
Aos poços do inferno
Perigosos, cintilantes
Brilhantes,
Eram os olhos invulgares
Daquela criatura,
Que tanto me domava.
Seus hábeis movimentos
Sombrios, silenciosos
Cercavam-me dentre a escuridão
De todas as minhas lágrimas.
Alimentava-se do meu sangue,
dos meus gritos e espasmos
De todo aqueles fantasmas,
Que me esmagavam.
Se anjo, se demônio
Se humano.
Não importa mais de suas origens,
Suas estadas. 
Minha alma soa mais tranquila
Não chora mais pelos mesmas brechas


E, não mais caminha solitária.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

"I'll Still Be Bloody Mary..."

"Bloody Mary é bastante sutil. É sobre Maria sendo divina e humana ao mesmo tempo, com um subtexto sobre o papel de uma mulher que é destinada a ser uma superstar e uma mulher real ao mesmo tempo. Eu acredito que Maria Madalena foi divina e humana. Ela teve que ser forte quando Jesus teve que cumprir a profecia de morrer pelos pecados de todos, mas ela ainda assim teve seu momento de humanidade quando decidiu deixá-lo ir. Ela tinha que ser uma superstar, mas deve ter chorado também. Na música, eu estou lutando entre a realidade e a fantasia. É inspirada no meu carro e em Maria Madalena – a maior namorada de um rockstar." - Lady Gaga


Análise da Música *-*



domingo, 14 de setembro de 2014

O Simples e puro... Hoje Eu Quero Voltar Sozinho


Sabe um desespero pra assistir um filme desde o seu lançamento? Foi minha saga e do filme Hoje eu quero voltar sozinho. Apaixonada pela história desde o curta-metragem Eu não quero voltar sozinho, fiquei louca quando soube que teria filme, porém, sabia que seria um problema para assisti-lo. Não vou muito ao cinema, e, após alguns dias(quase meses) da estreia, passou na minha cidade, mas, ficou apenas 3 dias em cartaz :/  Conformei-me, só acompanhando algumas imagens e comentários no face, todo mundo dizendo que era lindo, fofo e eu, chupando dedo.... 
Porém, GRAÇAS à minha manina, consegui o filme, em HD, e linda hoje assisti, com o coração fujoshi saltitante de tamanha felicidade!



* "Leonardo (Guilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade."  Adoro Cinema

Não me arrependo de nem um pouco de parar, sentar e assistir a esse filme. Leve, singelo, lindo. Não sei quantas palavras caberiam para descrevê-lo, mas nunca me senti tão absorvida em uma história. Senti pena do Leo, por causa do Bullying que ele sofria, senti junto com ele a paixão pelo Gabriel (sim**), quis ser livre e viver com mais intensidade. São as adversidades adolescentes, Leo vivia e sentia, como qualquer jovem da sua idade. O filme mostra de maneira bastante simples e bonita seus conflitos... As brigas com os pais, entre amigos. As 'maluquices' de adolescentes... A vontade de sair de casa, ser mais livre, Leo desejava fazer um intercâmbio...A descoberta de sua sexualidade...


É tudo muito natural, sem alardes. O afeto entre Leo e a Gi, Leo e Gabriel, o ciúmes, a preocupação de todos em torno do garoto... Nunca vi esses temas serem tratados com tanta pureza, o filme chega até ser inocente. A trilha sonora, os tons, a relação entres os personagens, delicadeza demais. Eu, particularmente, assisti com bastante vontade de ver a Relação dos meninos(fujoshi, fujoshando) Mas, fiquei maravilhada ao ver que usaram o tema 'adolescente' como foco, e não só aquele filme pra ser chamado de 'filme gay'. É um menino, adolescente, saindo de sua gaiolinha e descobrindo mais sobre o mundo. 
A cena do beijo, no final, pra mim foi a mais fofa de todas.... Não só por que gosto da temática, mas, como foi tratada de forma inocente, singela. Não pude conter uns mini-ataques ao vê-la.



Como já disse aqui uma vez, não sou muito boa em fazer críticas de filmes, mas só queria compartilhar um pouco a minha felicidade depois de assistir Hoje eu quero voltar sozinho, depois de tanto tempo de lançado. Não chorei enquanto assistia, mas me emocionei em muitas cenas... Fiquei com vontade de mais, depois daquele lindo finalzinho *u*


sábado, 13 de setembro de 2014

- Lyric's 004: "Te Amo"

Te Amo - Rihanna

- Cidade cintilante



Essa cidade brilhante!
Ah, como cintila de vida.
Carrega sonhos, os mais belos sonhos
Suas estradas, estão cobertas de anseios.
É onde  repousam minhas liras,
Onde meus caminhos se encontram
E desencontram,
Em infinitos desvios.
Está coberta de mantos,
Enveredando os destinos,
Daqueles que te cruzam
E perdem-se em teus desígnios.
Sou mais um peregrino,
Mais um que brilha por tuas vias
Mais uma de tuas almas cristalinas
À procura de mais algum,
- somente um,
Resplandecer de vida.

------

E aquela vontade ridícula adolescente de sumir? Está me agoniando agora!


terça-feira, 9 de setembro de 2014

♡ Desabafos ♡

Escola, estudo, testes, trabalhos um atrás do outro, procrastinação de vez em quando ( porque ninguém é de ferro)... Nossa, o tempo passa voando e eu estou cada vez mais fatigada de tanta coisa. Sei, eu não faço cursinhos, nem trabalho durantes as tardes... Se eu reclamar de cansaço, serei bastante criticada, mas, acredito que quase ninguém pára e observa quantas coisas temos para pensar e fazer ( mesmo na escola )... Queria 'desacelerar' um pouquinho e descansar um tanto da rotina de escola. Estou sentindo bastante falta de escrever fanfic's, de ter tempo pra escrever meus projetos, ler alguns mangás... Enfim, entretenimento. Tenho o blog, mas, não satisfaz tanto. Estou escrevendo aqui agora, desabafando, mas, tenho que estudar para trabalho de - física, português, história, inglês e, daqui a pouco, vai chegar o de geografia - além de que tenho teste de biologia amanhã e algumas atividades de sociologia pendentes. Isso também cansa, pede concentração, organização e, causa stress.. Sei que tenho que me '''acostumar''' com essa rotina... É difícil, eu sei, mas... Há sempre algo que diz que não.. (rsrrsrs). Daqui a pouco, posso estar em uma universidade, e, pelo que sempre ouvi, é preciso esquecer de tudo [entretenimento] e concentrar-se apenas na universidade.  Estou me lamentando agora, do que eu poderia ter feito antes... Mas, é a vida né.. O que eu posso fazer.... (momento desabafo.)


Apesar de tudo que tenho para fazer, ainda estou tentando acompanhar alguns animes dessa temporada.... Infelizmente, Free já está em seus últimos capítulos, Love Stage termina amanhã (:[ ), Kuroshitsuji, na quinta, Dramatical murder, não tenho muita noção, mas daqui a pouco deve acabar também. Lembro-me de como relatei minha alegria dessa temporada, realmente, foi muito divertido ter animes shounen-ai pra assistir e shippar. Free o fanservice foi uma maravilha, assim como a evolução da história... Love stage, tão gostoso ver um dos meus mangás favoritos em anime... DMMd, senti um gostinho do jogo, que, infelizmente, nunca pude 'experimentar'... E, Ah! Como foi bom ter meu Sebby-chan divando novamente! Pra ser sincera, desde que me tornei fujoshi nunca estive tão completa!! :3 Uma pena que durou apenas 2 meses... Mas foi muito, muito bom! Foi minha felicidade nesses últimos tempos... 




sábado, 6 de setembro de 2014

Todas as Cartas de Amor são Ridículas ♡
















"Todas as cartas de amor são

Ridículas.

Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)"

Álvaro de Campos, in "Poemas"

Álvaro de Campos é um "alter-ego" de Fernando Pessoa


sexta-feira, 5 de setembro de 2014

- Brilho Celestial



O céu é onde há mais o teu sorriso
As nuvens, em formas no azul
Parecem mais pálidas sob essa tua luz
-"estão tão brancas quanto a neve..."
Passa-se a noite, e teu clarão
Não se intimida.
A lua esquece de se pôr,
ao encontrar-te no fim das noites.
Admiram-se pela tua beleza,
Tal qual a dos astros celestes
Que rodopiam em torno,
das tuas auras de magnificência.
Iluminado pela tua luz, 
Deixei meu âmago à mostra
Mas, tu estás tão longe, no centro
Descrevendo círculos nesse meu universo,
Que, esqueci-me, o quanto sou pequeno,
Diante do tamanho do teu corpo celeste
Esqueci-me que só sobram as letras perdidas
Para me consolar,enquanto perco os sentidos,
Anestesiado com o fulgor  dos teus brilhos ofuscantes
Aqui - dentro do meu peito.



Estou bem emotiva esses dias... E... Bom, coisas de menina mesmo (xD)

Quero relatar uma coisa aqui. Eu mudei o blog novamente por que tomei consciência de que antes eu tentava fazer um blog bem "genérico", igual a muitos que já vi por aí. Porém, não são a minha cara, não fazem tanto o meu estilo e não são originais. Queria algo meu, que eu fizesse, mesmo que não parecesse profissional. Fiz o Background, o header no PS, e editei os widgets e área de post através de ferramentas do Blogger mesmo. Eu sei mexer no básico de HTML/CSS  mas, não tenho paciência para sair montando cada detalhe. No máximo tirei as molduras que me incomodavam, (das imagens e das tabelas), também, o blog é tão simples, pessoal, não precisa de tantas decorações, só queria mesmo pôr meus amores de Junjou Romantica e vou tentar botar alguns bonequinhos do lado e pronto. Eu acho que agora me sinto bem mais confortável e mais inspirada para postar. Não estou fazendo muitos poemas esses tempos por causa da escola, estou sentindo falta de conVersar, e, meus projetos também.... Mas... Fazer o que né.





quinta-feira, 4 de setembro de 2014

(Re-post) In The Dark — "Só o meu amor poderá te salvar"


pergunto-me todos os dias, pq um homem desse não existe :(





Como eu disse, ia re-postar minha interpretação para "In the Dark"., música que amo sinceramente, e sempre tenho falado sobre ela aqui nos meus post's... Esses dias estava pensando sobre o verdadeiro significado que a música poderia ter e acho que ela tem mais caminhos a seguir... Bom, interpretações é algo bem subjetivo, e, eu, geralmente, penso em várias possibilidades. "In the Dark" é uma música que eu achei bem fácil de interpretar..




Quero re-postar, para colocar algumas observações que percebi esses dias... Let's Go!

In The Dark — No Escuro

Eu sou de onde a mágica está /Vou te dar o que eu não posso levar comigo / E o dia ensolarado e a Lua / Quero ter um beijo silencioso, quero te fazer minha, / Estou pensando como... Não pode me deixar agora / Fique comigo de alguma maneira / 


Bom, vemos (como sempre), um personagem apaixonado por alguém. Mas, dessa vez, não é ele que sofre(!!) e sim a sua amada. Ele diz que "é de onde a mágica está". Essa parte, será explicada depois, que, eu já prestei bastante atenção nisso, nas letras de Sonata muitas vezes uma parte do começo da música, o verdadeiro sentido é exposto depois. 

Você veio de onde o fogo é / Deu-me o que não podia queimar pela última vez / Um dia sem Sol e Lua / Quero ficar muito perto de você / Ver quaisquer cicatrizes que você carrega em seu coração partido, / É minha a parte que falta / 


"Você veio de onde o fogo é", ela veio do "fogo", ela queima por dentro, sofre, é agitada. Ela tem um dias sem sol e sem lua. No primeiro verso, ele diz o seguinte "Vou te dar o que eu não posso levar comigo/E o dia ensolarado e a Lua." Ele poderá trazer a felicidade a "luz" para ela, *veremos isso nos próximos versos*. Nosso rapaz, quer ver as cicatrizes da moça e diz que a parte que falta no coração dela, pertence a ele. É uma verdadeira promessa de salvação (♥). 


Venha comigo, onde a mágica está / Podemos compartilhar mais do que luz / Podemos unir o Sol e a Lua se você quiser / 

Aqui, ele continua suas promessas, diz que juntos poderiam unir o "sol e lua", com a mágica. A mágica, na minha interpretação, é o amor. Ele diz que "é de onde a mágica veio", pois ele a ama, e poderá fazê-la feliz com o seu sentimento. 
*Aqui pode ser uma certa metáfora, em que ele é o Sol, e ela é a Lua. O rapaz pretende o unir o sol e lua, através do amor.*



Seja minha (corda de salvamento) nessa vida — *Tradução bugada* / Sofrimento e prazer para sempre e sempre / Eu gostaria de ver as paredes em volta do seu coração caírem... / Pare de resistir, deixe a luz entrar / Sofrimento e prazer para sempre e sempre / Por essa vida / 


Bom, na tradução de "lifeline" ali, virou "corda de salvamento", mas, procurando um pouco na internet, essa palavra também pode ser traduzida como "destino". Ele diz que gostaria de ver a "armadura" dela cair, no caso, as paredes do seu coração. A moça resiste ao seu amor, mas ele ainda tenta trazê-la para perto de si. "Pare de resistir, Deixe a luz entrar", isso pode ser entendido assim: "Pare de resistir, deixe meu amor te salvar".
*Deixe a luz entrar.... O sol ilumina a lua, e ela reflete a luz... Ele quer "iluminá-la", fazê-la feliz. Deixar o amor dele, salvá-la da escuridão em que ela está envolvida.*


Deixe eu te levar onde a mágica está, voltar no tempo / Lembre-se da luz, da frígida lua de Dezembro / 


Aqui, percebe-se que eles já tinham um relacionamento (*-*). Ele pede para que ela lembre-se de como as coisas eram antes, volte no tempo, lembre-se de como o amor dos dois era lindo como a frígida lua de Dezembro(♥). Sonata e sua mágica ♥

*"Lembre-se da luz"... Ela deve se lembrar da luz que a moça deixava ele transmitir antes, e ela refletia, unindo o amor dos dois... A 'sofredora' impede o tempo inteiro que ele a ajude, tire suas 'cicatrizes'. A música é como uma súplica do rapaz para ser aceito novamente nos sentimentos dela.


Quero um beijo silencioso, quero te fazer minha, / Eu acho que você não pode me deixar agora / Fique comigo de alguma maneira / Fique comigo de alguma maneira / Venha comigo onde a mágica está / Podemos compartilhar mais do que luz / Podemos ter o Sol e a Lua / 

Como ele já estavam juntos, ele não quer vê-la ir embora. Quer de todo o jeito que sua companhia e paixão a envolvam, salvando a moça de todo o seu sofrimento.

Seja minha corda de salvamento nessa vida / Sofrimento e prazer para sempre e sempre / Eu gostaria de ver as paredes em volta do seu coração cairem.. / Pare de resistir, deixe a luz entrar / Sofrimento e prazer para sempre e sempre / Por essa vida / Seja minha corda de salvamento nessa vida /
Sofrimento e prazer para sempre e sempre /
Pare de resistir, deixe a luz entrar.. oh oh .. /
Por essa vida / 


[♥] Nem precisa explicar essa parte neh? xD


Estou sentindo seu rosto no escuro / 
Estou escutando sua respiração no escuro / 
Estou sentindo o gosto dos seus lábios no escuro / 
Estou te abraçando firme no escuro / 

"No Escuro" título da música, remete à escuridão em que a moça está envolvida. Aqui, eu acredito que seja as tentativas dele de salvá-la. Ele diz que sente seus lábios, sua respiração, abraça-a, tudo para tentar tirá-la de lá. É o apoio dele à moça.

Vou te levar onde a mágica está / 
Vou te dar tudo o que tenho e posso oferecer / 
Você pode ter minha lua partida da meia-noite / 
Se você me der seu coração partido / 
E eu vou te dar algo real e dourado / 
Podemos fazer dessa vida a arte mais fina? / 



Ele se entregará por inteiro, apenas se ela deixar-se levar por seu amor. Se ela entregar o "coração partido", ferido. Algo "real" e "dourado", a cor dourada é brilhante, viva e cheia de vigor, é o que o sentimento dele carrega, e é real. A "arte mais fina", algo belo e esplendoroso.
*dourado* a luz solar... ( na verdade é branca, mas nós enxergamos dourada)


Eu venho de onde a mágica está / Vou te dar o que eu não posso levar comigo / E o dia ensolarado e a Lua / Quero ter um beijo silencioso, quero te fazer minha, / Estou pensando que você não pode me deixar agora / Fique comigo de alguma maneira / Estou sentindo seu rosto no escuro / Estou escutando sua respiração no escuro / estou sentindo o gosto dos seus lábios no escuro / Estou te abraçando firme no escuro.


A música termina com os mesmos versos anteriores. A moça continuou a resistir, não sabemos se ela aceitou as suas promessas ( :/ ).Infelizmente, não é uma "história" como a de The Misery, que ele conta a dor até a sua superação. Eu acho a letra dessa música linda, ela é calma, e a voz do Tony deixa tudo mais perfeito. 

Botei o título In The Dark — "Só o meu amor poderá te salvar", pois eu acho que essa frase resume um pouco da música ♥



*Re-posts são um pouco cansativos, mas queria analisar um pouco mais essa música. Sonata consegue colocar muitas informações em poucos versos, e, eu acho isso lindo e rico ♥ Quero sempre aprender com eles *-*





- Lyric's 003: "Yume no Hajima Ring Ring""

Yume no Hajima Ring Ring - Kyary Pamyu Pamyu

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

♡ Insira aqui um título para um coração confuso.


Estou meio impaciente esses dias... Estudando para testes e trabalhos(vários), e sentido-me estranha em relação a mim mesma (como sempre). Para completar, meus sentimentos estão destroçados por causa de Free e DMMd, Clear, Rin e Sousuke  me fizeram derramar lágrimas (coisa que não é muito fácil) ._.
Estou sem inspiração para poemas, sem escrever projetos esses dias e cheias de medos, e, o tempo inteiro fujo deles, inutilmente. Meus hobbies poderiam até me ajudar a enfrentá-los, mas... Sem inspiração não dá. Bloqueio criativo é o inferno.
Engraçado que... Eu estou assim por dentro, fervilhando, e, ninguém percebe. Claro, se pelo menos soubesse expressar. Aí tudo vai corroendo aqui dentro... e.. :( 


Próximo post provavelmente re-postarei minha interpretação de In The Dark, acho que fiz algumas descobertas sobre a música...
Só passei para desabafar mesmo.... :( Queria sumir.



Linguagem do corpo

Os olhos voltados pra cima A boca seca Os lábios trêmulos  Os dedos que se fecham Meu corpo denuncia O que a palavra não r...