sábado, 13 de setembro de 2014

- Cidade cintilante



Essa cidade brilhante!
Ah, como cintila de vida.
Carrega sonhos, os mais belos sonhos
Suas estradas, estão cobertas de anseios.
É onde  repousam minhas liras,
Onde meus caminhos se encontram
E desencontram,
Em infinitos desvios.
Está coberta de mantos,
Enveredando os destinos,
Daqueles que te cruzam
E perdem-se em teus desígnios.
Sou mais um peregrino,
Mais um que brilha por tuas vias
Mais uma de tuas almas cristalinas
À procura de mais algum,
- somente um,
Resplandecer de vida.

------

E aquela vontade ridícula adolescente de sumir? Está me agoniando agora!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PERDÃO

Eu deveria pedir perdão A mim mesma. Pelas histórias inventadas Os sentimentos perdidos E as palavras mal explicadas Eu deveria p...