domingo, 14 de setembro de 2014

O Simples e puro... Hoje Eu Quero Voltar Sozinho


Sabe um desespero pra assistir um filme desde o seu lançamento? Foi minha saga e do filme Hoje eu quero voltar sozinho. Apaixonada pela história desde o curta-metragem Eu não quero voltar sozinho, fiquei louca quando soube que teria filme, porém, sabia que seria um problema para assisti-lo. Não vou muito ao cinema, e, após alguns dias(quase meses) da estreia, passou na minha cidade, mas, ficou apenas 3 dias em cartaz :/  Conformei-me, só acompanhando algumas imagens e comentários no face, todo mundo dizendo que era lindo, fofo e eu, chupando dedo.... 
Porém, GRAÇAS à minha manina, consegui o filme, em HD, e linda hoje assisti, com o coração fujoshi saltitante de tamanha felicidade!



* "Leonardo (Guilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade."  Adoro Cinema

Não me arrependo de nem um pouco de parar, sentar e assistir a esse filme. Leve, singelo, lindo. Não sei quantas palavras caberiam para descrevê-lo, mas nunca me senti tão absorvida em uma história. Senti pena do Leo, por causa do Bullying que ele sofria, senti junto com ele a paixão pelo Gabriel (sim**), quis ser livre e viver com mais intensidade. São as adversidades adolescentes, Leo vivia e sentia, como qualquer jovem da sua idade. O filme mostra de maneira bastante simples e bonita seus conflitos... As brigas com os pais, entre amigos. As 'maluquices' de adolescentes... A vontade de sair de casa, ser mais livre, Leo desejava fazer um intercâmbio...A descoberta de sua sexualidade...


É tudo muito natural, sem alardes. O afeto entre Leo e a Gi, Leo e Gabriel, o ciúmes, a preocupação de todos em torno do garoto... Nunca vi esses temas serem tratados com tanta pureza, o filme chega até ser inocente. A trilha sonora, os tons, a relação entres os personagens, delicadeza demais. Eu, particularmente, assisti com bastante vontade de ver a Relação dos meninos(fujoshi, fujoshando) Mas, fiquei maravilhada ao ver que usaram o tema 'adolescente' como foco, e não só aquele filme pra ser chamado de 'filme gay'. É um menino, adolescente, saindo de sua gaiolinha e descobrindo mais sobre o mundo. 
A cena do beijo, no final, pra mim foi a mais fofa de todas.... Não só por que gosto da temática, mas, como foi tratada de forma inocente, singela. Não pude conter uns mini-ataques ao vê-la.



Como já disse aqui uma vez, não sou muito boa em fazer críticas de filmes, mas só queria compartilhar um pouco a minha felicidade depois de assistir Hoje eu quero voltar sozinho, depois de tanto tempo de lançado. Não chorei enquanto assistia, mas me emocionei em muitas cenas... Fiquei com vontade de mais, depois daquele lindo finalzinho *u*


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Momento difícil

Difícil perceber o momento em que não vê ninguém pra desabafar. Ninguém parece te compreender muito bem. Ninguém demanda teu tato ou te...