quarta-feira, 15 de outubro de 2014

- Sopro



Às vezes o mundo parece grande demais
demais para meu olhos, demais para meus sentidos
são tantas milhas que perco meus eixos
queria as sete vidas, mas não as encontro
em lugar nenhum.
O mundo é grande demais,
mas temos tão poucos segundos
existência dissipa-se em segundos
fugaz, apenas em um piscar de olhos.
Assim, mudam as formas das nuvens no céu azul
Céu azul, que tornar-se escuro,
azul de novo, em milésimos de segundo
E, assim passam-se os dias e,
fogem do meu mundo as esperanças
de poder percorrer as inúmeras milhas
que esperam meu coração desatino
- a viver andarilho por esse mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Linguagem do corpo

Os olhos voltados pra cima A boca seca Os lábios trêmulos  Os dedos que se fecham Meu corpo denuncia O que a palavra não r...