domingo, 23 de novembro de 2014

Acorde, viva, sonhe.



Acorda, meu amor
o dia já clareou,
E, o azul do céu já está de volta
Sorria, meu menino
Aquele sorriso bonito
Largo - de tamanha felicidade
Merece ter mais alguma chance
Esculpido, nesse teu belo rosto
Eu, aquele que mais te quer bem
Não mais quer te ver
Sentado na janela,
Com o olhar sobre o horizonte
Procurando por ares
Que eu não sei o que é
Nem mesmo você sabe
O que pode ser.
Menino, esse lugar
Está sob ruínas.
O que mais pode esperar?
O que mais pode querer?
Tudo desaparece, em tons claros
E cinzas.
Tua alma está em agonia
Presa por cordões atados
Aqueles nós que te impedem dizer:
"Adeus, meu nome está gravado
Em outro lugar"
Teus olhos brilhariam
E, teus sonhos
Deixariam de zunir
no fundo do teu peito;

Sei lá... To ficando sem muita criatividade esses dias... 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criança liberta

Queria ser criança liberta Criança nascida do verde louro Que grita aos sete ventos E pula de pés descalços  Sobre a terra ...