quinta-feira, 6 de novembro de 2014

- Sussuros dos anjos



Não um anjo só. Variadas cores, amores, sentimentos, dores. Vários passam por mim, vários depositam seus sonhos, cochicham-me seus maiores segredos, suas paixões. Conheço todos, não os vejo em lugar nenhum. Não sei por onde andam, pois suas passagens são tão curtas, que nem ao menos restam algumas pegadas para eu recordar. Meus anjos estão por aí, vivendo, amando, às vezes indo e voltando, mas em instantes, segundos, que nunca pude sequer -ver seus belos e amados rostos. Não sei se querem que seus segredos sejam desvelados, nem se suas experiências transmutem-se  em palavras, porém, assim o faço, quando percebo suas auras me rodearem. Não esqueço de suas palavras - doces, tristes, carregadas de vibrações que ouso me apossar. Encontro-os, dentro de minha alma, esvaindo em todos os poros. Escoando em meus dedos.

Como não posso andar por muitas léguas [covarde eu, que se encolhe em seus medos], escuto suas preces, protejo seus segredos e traduzo suas manias - assim, não me traz medo, não me acanho, pelo contrário, é o prazer que me mais me domina. Queria poder saber mais sobre eles, ou, simplesmente, poder desenvolver mais de seus mundos, mas, eles reconhecem que não posso saber demais, seus mistérios são grandes demais para mim.  Sou tão pequenino, um miúdo perdido em uma ilha repleta de deuses, e, sou tão frágil que me acomodo e me limito a apenas escrever algumas linhas. Apenas o que me é oferecido. Bebo, deleito-me e me satisfaço. Assim, continuo vivendo e ouvindo todos eles.

Talvez, eu possa aprender algo com eles. Há tantas coisas nesses paraísos que eles sempre oferecem a meus sentidos. Queria poder estar sobre essas nuvens. Ter essas asas assim como eles, poder voar e experimentar tudo que eles me sussurram. Apenas escuto suas doces vozes. Vozes que me encantam e misturam-se a inconfessos desejos presos aqui dentro. Todas as linhas que escrevo, identificam-se com algo, aqui dentro.  Bem que eu poderia ser um deles ou, talvez, eu seja um deles, mas uma criatura que jamais quis se revelar.]


*Nota: E por que será voltei para os anjos? Não sei, acho que senti um pouco de saudade.... :3


8 comentários:

  1. Hey..
    Vi que tu seguiu meu montinho de cansaço. Estou retribuindo a gentileza.
    Gostei tanto do seu layout! O meu é todo branquinho.. maior sem graça perto do teu. haha..
    bjbj ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah muito obrigada por seguir o meu blog!! Valeeu pelo elogio rsrsr acho meu lay simples, só quis mesmo fazer o background :3

      Gostei bastante do teu blog!! Beijo linda :* Volte sempre

      Excluir
  2. Mas, gente, ficou uma fofura!
    Gostasse do meu? ah, valeu..
    ele não tem muita coisa aproveitável :v

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg hehehe Eu gosto de temas mais simplistas, passam uma ideia de neutralidade >.> geralmente, são os melhores blogs. kkk

      Excluir
  3. Respostas
    1. rs, encontrei de uma forma bem incomum kkkk estava olhando meu perfil, quando cliquei em uma das opções de filmes favoritos que eu botei, "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain". Quando vc clica, o blogger te direciona para uma pesquisa onde aparecem perfis com o mesmo filme favorito, então apareceu o seu perfil, aí visitei o seu blog Solipsismo hauheuheu

      Excluir
  4. Amélie! Tens muito bom gosto, saiba.
    Em fim.
    Parei de encher teus comentários.
    milmilhõesdebeijos =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hhaha vllw! Vc tb, Sonata, Helloween, Amélie :**
      Que nada, fica à vontade hehe Beijos!!

      Excluir

estranho vermelho

há um toque de intenso vermelho que consome a minha pele o vermelho das tuas unhas a cor rubra que pinta os teus lábios...