segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

- o louco das cantigas.




Sou o louco das cantigas
Aquelas de amor
Que jamais sairão de moda
Sou um doido preso em tuas mentiras
Cantadas naquelas noites frias de maio
No vislumbre dos teus verdes olhos
Menino, jamais cante comigo
Já estou tão perdido,
Consertando meus retalhos
Que, temo tua bela voz feiticeira
A cantar escárnios para meus ouvidos.
Não posso mais me envolver em tuas notas
Ou, esses meus últimos pedaços
Escaparão como grãos de areia ao vento
E eu, destrambelhado em tuas melodias
Deixaria me levar por elas
Reproduzindo as mesmas poesias
Que fizeram-me um louco por tuas ilusões.



#Ia postar poema com frases iniciadas com letras minúsculas, fiz o poema às pressas, mas como sou uma menina disciplinada, consertei as frases. Adoro quando me dá uns estalos e faço poemas assim... Sinto-me tão bem :3  Esses dias têm sido corridos mesmo nas férias... Já estou resolvendo os documentos da matrícula na universidade...Tenho que correr né :3 Estou tão feliz, muito mesmo <3 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criança liberta

Queria ser criança liberta Criança nascida do verde louro Que grita aos sete ventos E pula de pés descalços  Sobre a terra ...