quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

- Quero o bem, meu bem.



Olhe, olhe profundamente,
Em meus infinitos olhos
Mas, o que você está a ver?
O que sente? 
Onde estão seus olhos?
Encontre os meus!
Porque não agora?
Porque não além?
Para sempre.
Mas, o que é que tem?
Se não for agora...
Será nunca.
Menino, não se perca.
Estranhe, Veja, 
Sinta, finalmente, 
Movimente-se!
Que eu te quero bem.
Mesmo cansado, mesmo,
Com o vazio em troca.
Eu só quero ter a alegria
De viver em alguém.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PERDÃO

Eu deveria pedir perdão A mim mesma. Pelas histórias inventadas Os sentimentos perdidos E as palavras mal explicadas Eu deveria p...