quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

- Diálogo: Fomenta-me, alma.



"Teu coração, este bravo guerreiro
Jamais pertenceu a este lugar"

- Sim, este meu coração
sempre esteve mais para lá
do que pra cá.
Mas, para onde devo ir?

"Para onde ele possa
estar, sem diminuir
Não está tão feliz aqui
Corra, antes do tempo ruir"

- Estou à direita,
talvez à esquerda
No meio do caminho,
bem à espreita.
Como, como poderia partir?

"Não há mais medo,
Nunca deixe se afligir.
O que mais poderia tu,
perder neste lugar?"

- Caminhos tão frios,
Tudo se vai, sem relutar
De certo, não há mais nada a perder.
Eu posso continuar a caminhar

"Vamos, estaremos juntos
Quando chegar, 
teu nobre guerreiro
Jamais esquecerá
O que é Amar."

--------- x --------
Acho que nunca demorei tanto para encontrar um título para um poema. x-x


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PERDÃO

Eu deveria pedir perdão A mim mesma. Pelas histórias inventadas Os sentimentos perdidos E as palavras mal explicadas Eu deveria p...