segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

- Felicidade?



Às vezes eu fico pensando na necessidade de algumas pessoas em sempre parecerem tão felizes. "Seja feliz o tempo inteiro", "Sorria e esqueça os problemas"... Put'z, não consigo pensar desse jeito. Não sei se é porque sou pessimista e diversas vezes fico maquinando meus problemas, ou porque sou "chata" mesmo e não consigo ver o lado bom da vida. Sim, claro, a vida sempre tem um lado bom, mas nem sempre tudo está bom. Não que todos tenham que parecer tristes e desiludidos, porém tem gente que exagera na "alegria de viver"... É o tempo inteiro rindo, postando frases de como o dia/semana foram maravilhosos, frases de superação... Enfim, coisas que todo mundo sabe e já viu.


Se você está feliz, simplesmente sinta-se feliz. Felicidade genuína não quer dizer ausência de problemas - esse "pessoal" o qual me refiro, parece que vive a vida como se tudo fosse flores. Não, não estou sendo crítica demais. Isso é o que se percebe em qualquer rede social, ou vivendo entre as pessoas. É o famoso mundo dos extrovertidos que já me referi em outro post. Parece que virou "regra" na sociedade. Precisamos o tempo inteiro parecer felizes, ou você o "chato, o anti-social, o antipático". "Você precisa ser mais alegre" ou as pessoas não vão gostar de você.  Enfiam goela abaixo essas ideias e todos aceitam pois temem não estarem na mesma "linha". Todos precisam seguir no mesmo modo ou é o "diferente",o "chato".  Isso é cruel, para todo mundo.

Irrito-me demais com essas coisas, pois, pelo fato de ser quieta, acabo sendo taxada de anti-social às vezes. Não me mostro sempre feliz. Vivo minha felicidade aqui dentro de mim, sem precisar escancarar aos quatro ventos. Não que eu veja tudo com pessimismo, ou que não tenha felicidades na vida, na verdade, tenho muitas, porém não preciso mostrar isso o tempo inteiro. Na maioria das vezes, expresso em meus poemas, escrevo em algum post, penso naquilo o tempo inteiro, ou ligo o som e vou me esbaldar (se estive sozinha, claro rs) Penso que devemos ser felizes, sim, mas queria que essa felicidade fosse menos forçada e mais vivida. Não para nos enquadrarmos em alguma coisa, mas para ser nos contemplarmos, em nós mesmos, sem precisar de mostrar aos outros, só isso :)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Imagem

Há uma imagem de mim Há uma imagem de ti Há um sentimento de nós O encontro, onde está o confluir? Um pedaço aqui O...