sexta-feira, 20 de março de 2015

- Liberdade! Quem és tu?



Liberdade? Quem és tu? 
Dos contrastes que a vida nos traz..
Tu é quem mais me agonia
Não sei qual seria teu eixo
Ou, se ao menos tu existe!
Como poderia te ver, preso aqui? 
Quando nasci, fui mais um, 
Mais um, que pensava ser o maior.
Sem artifícios, dono do meu mundo!
Livre, Ah! Livre!
Como todos - incrivelmente - são.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

estranho vermelho

há um toque de intenso vermelho que consome a minha pele o vermelho das tuas unhas a cor rubra que pinta os teus lábios...