quarta-feira, 22 de abril de 2015

Vivem em nós, inúmeros - Ricardo Reis



Vivem em nós, inúmeros;
Se penso ou sinto, ignoro
Quem é que pensa ou sente.
Sou somente o lugar
Onde se sente ou pensa.

Tenho mais almas que uma.
Há mais eus do que eu mesmo.
Existo todavia
Indiferente a todos.
Faço-os calar: eu falo.

Os impulsos cruzados
Do que sinto ou não sinto
Disputam em quem eu sou.
Ignoro-os. Nada ditam
A quem me sei: eu 'screvo.

Ricardo Reis ( Fernando Pessoa )
 Encontrei essa maravilha em um Blog que gosto muito, o Canal de Poesia :)




2 comentários:

  1. Respostas
    1. Encantei-me por essa poesia assim que bati o olho nela ♥ Linda demais, né?!

      Excluir

estranho vermelho

há um toque de intenso vermelho que consome a minha pele o vermelho das tuas unhas a cor rubra que pinta os teus lábios...