sábado, 16 de maio de 2015

.deixe-me ir!




Afaste-se de mim!
Meu coração só pertence ao mundo
Mundano, mundo.
Reivindica mais do que amores
E não foge de dissabores.
Meu coração não quer a fria rotina dos homens
Quer o estranho,
O louco
Aquele clamado: Desatino!
Meu coração quente, de menino,
Não escuta a voz
Do destino!


Tempos de turbulência?
os anjos ensaiam horrores!
e os demônios? proclamam amores!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Momento difícil

Difícil perceber o momento em que não vê ninguém pra desabafar. Ninguém parece te compreender muito bem. Ninguém demanda teu tato ou te...