terça-feira, 16 de junho de 2015

.versos e estrelas

http://1.bp.blogspot.com/_fs2W1BAMfiI/THPX0hPN-zI/AAAAAAAAAI8/acUP_zStaOM/s1600/tumblr_l40qgsvbCh1qbwogr.jpg

e se tudo fosse como nos nossos desejos?
porque os deuses... onipotentes, onipresentes...
Riem de nós?
o humano talvez tenha nascido para sofrer.
para se acostumar ao seu destino certeiro:
a morte.
mas eu consigo ainda me sentir vivo por dentro
mesmo que nada me abrace, nada me acalente
tempestuando por dentro,
asfixiando-me nesse mundo que tenta engolir 
todos os meus sonhos.
podem rir! deuses, monstros podem rir!
porque meu coração não mais se cala,
nem se prende!
joga-se em um poço sem fim de versos-estrelas
e seus desígnios, marcados em anos de luz,
defendem-se destas manias (loucuras) 
dos escritos divinos.



voltando às antigas manias...


2 comentários:

meio a meio

Nunca tive cara de nova, muito menos de mais velha, sempre um meio a meio... Ou uma normalidade insossa. Minhas palavras nunca ...