sábado, 1 de agosto de 2015

'ela.



'ela me entende
sempre está aqui
e me segura.
'ela é tudo que eu preciso ter,
é inteira, não se controla e
esbraveja, para si mesma, tudo o que sente..
'ela odeia barulho,
assim como odeia o silêncio da mente
gosta de se fazer presente.
'ela ri de suas loucuras,
sente muito mais do que deveria
e, quando pode, chora
mesmo que não queira.
'ela pensa demais,
esconde-se demais
não fala - às vezes sufoca
Confusa,
Parece... um grande... Talvez?
'ela é mais do que eu.


2 comentários:

meio a meio

Nunca tive cara de nova, muito menos de mais velha, sempre um meio a meio... Ou uma normalidade insossa. Minhas palavras nunca ...