domingo, 27 de setembro de 2015

.Fases


Não sei mais mensurar a minha saudade. Pegar um caderno, escrever alguns rascunhos... Sabe, certas horas, pego-me pensando em todas as minhas palavras já escritas e sinto uma vontade... De chorar. Sinto falta das histórias, minhas manias... Incrível como tudo te engole! E você não pensa em mais nada.... Ou talvez seja somente comigo?... Pelo que observo, acredito que não. Vivemos tempos difíceis e, boba, às vezes penso em desistir de tudo. Mas, não. Não posso. A fantasia minha conforta, aninha a loucura do dia-a-dia, mas não posso vivê-la a todo momento [apesar de querer muito]. É insano.
Vou e volto todos os dias, é apenas o começo, mas cansa. Nós acabamos por nos acostumar, mas quero se seja uma boa experiência e, em dado momento, eu consiga me sentir bem. A natureza desses lugares onde estou agora às vezes não parece muito boa, mas em certas horas me encanta. Só que... Às vezes sinto que não é o meu lugar.  É futuro, estudo, progresso... Porém,  há tantas coisas que queria fazer... Realizar. Mas, eu escolhi e agora devo acatar. Não dói só em mim, o mau de certas escolhas é que... Há muito envolvido. Pessoas amadas, então....
Em meu estado atual, o melhor a fazer é permanecer.
Já gritei, já senti. Posso até deixar que me vejam [real]. Mas,já escolhi... Estou viva. Continuarei aqui.


Percebo, agora, que nem tudo é como eu quero. Não somos totalmente livres...! São nós e mais nós e vamos nos enrolar nisso tudo...
Acato, enfim.


Talvez, em súbito, posso me desenrolar. Enquanto não enlouqueço de vez, espero.

Hoje a LUA usa escarlate ♥ Vamos celebrar a sua beleza!


 

sábado, 26 de setembro de 2015

.insisto... ao infinito inferno.



O caminho parece tão curto
E estamos no infinito,
Dentro do limiar dos nossos olhares
Aqui, sobre o teu colo
Chamo-me menino em garras de lobo
Deixo aquelas mãos pesadas caírem
E o momento não se finda
Não adianta.
Eu adoro isso.
Essas mãos que me fartam
Arranham
Pegam-me de todo jeito
Talvez seja bruto, aja como um algoz e
Seu prisioneiro, no infinito dos teus olhos.
Mas eu permito,
Insisto! Ah! Como insisto,
Não nego...
Enfrentar a tentação dos prazeres
A linha tênue
Entre a vergonha e o despudor
A vergonha não me leva a nada
Então,  condeno-me ao teu infindo inferno.


terça-feira, 22 de setembro de 2015

"O Desejo pode despertar forças da natureza..."


Poesia, personalidade, desejo, amor. 
Clipe maravilhoso do incrível Johnny Hooker ♥



O que eu senti após assistir esse clipe?
Como eu poderia descrever? É violento e,ao mesmo tempo, singelo.
Como uma poesia que te prende e destroça por dentro, mas depois da tempestade...
Amansa...
Johnny tem aquela personalidade marcante vista em poucos cantores e,
canta com uma paixão que fascina. Sinto que ele tenta transparecer todo o desejo, a raiva, a paixão em sua voz... E mexe conosco! Tem como escutar "Alma Sebosa" e não descarregar a raiva daquele/a que te rejeitou? É intenso!
Enfim, mais uma postagem de música, nesse momento, minhas emoções fluíram assim ♥ A Gaga me acalmou hj antes de um seminário... Então...  =D


sábado, 19 de setembro de 2015

A gaiola






"As paredes ao meu redor, olhos me cercam, alimentam o meu medo de novo
Eu devo ser libertado ou irei morrer antes da lua cheia, meu amigo
Eu não tenho mais um ano em mim, você tem que me libertar

O sonho está vivo, eu posso correr pelos montes toda a noite,
ir ao redor e ver o outro lado da árvore.
A liberdade tem um significado para mim, grite comigo!" 

The Cage - Sonata Arctica




novamente, desconheço-me.




Não sinto mais minhas entranhas
O mundo ascendeu de repente
E estou tão imerso, que me perdi
Quero as chamas de volta aos meus olhos
Entrava nos eixos
Agora me estranho novamente
O real te engole, como fera louca
Faminta.
Indigesto-me dessas cores
Males que tanto me me prendem
Tenho lapsos de saudade
E me pego desenhando as linhas
somente elas podem gritar por mim.


sábado, 12 de setembro de 2015

goles e lágrimas.


 
 
o copo está sobre a mesa
são bons tempos
eu respiro fundo, tomo um trago de vinho
eu me apeteço - estou.. ha! feliz?
o vermelho vívido do líquido tornar-se um ponto escuro
algo engana meus sentidos?
sinto meu corpo pender para o lado 
domina-me... o álcool?
apenas um gole...
foi-se minha sanidade! sou fraco.
estou...  entre difusos... pontos.
embebedei-me, certamente,
o salgado das lágrimas dominaram...
os meus lábios.
foram-se aqueles tempos...
bebo, agora, minha fraqueza.


segunda-feira, 7 de setembro de 2015

.prosa do dia 07/09/2015



Quando você tenta forjar um céu no Photoshop... E consegue! Claro, não ficou perfeito... Mas, coube perfeitamente à ideia que eu queria... Percebi que nos 2 anos de blog, nunca usei a temática proposta pelo nome.... Porém, como estou cada dia mais fascinada pela Lua, resolvi adequar meu blog à ela :)

Então... Usei três imagens e alguns efeitos para chegar ao meu resultado: 



Tem um Png de nuvens, mas não adianta botar aqui.. rsrsr é totalmente branco. Enfim, na verdade, eu queria fazer algo inspirado em minha fic The Golden Rose (A Rosa dourada) porém enquanto procurava inspirações para o novo estilo blog, encontrei uma linda imagens de lua dourada e... Mudei de ideia!


Eu mudo o Style do meu blog muitas vezes... Já usei diversos estilos, mas nada condiz tanto quanto esse... Claro que, como estou mais ocupada esses dias, não terei tanto tempo para fazer meus caprichos, porém como hoje era feriado, tirei algumas horinhas para mim. =)

Nunca me vi tão atarefada como estou agora... É estranho e maravilhoso, tudo ao mesmo tempo. Dá-me medo, ansiedade, uma mistura tão engraçada de sentimentos... Porém, sinto-me viva e é isso que importa. 

.dissimulado




Eu vejo essas linhas
e me afasto dessas palavras
não são fidedignas ao que sentes
mentes! mentes!
textos que nada me dizem
deixe-me rir - és tão dissimulado...
antes, eu tolo a acreditar
e permitia-me chorar ao te ver,
mas hoje! Ah! hoje!
como sou feliz.
ainda te vejo ( poderia dizer que te quero )
mas esse teus melodramas deixam-me entediado...
já não sou mais garoto,
em tempo de amor.

sábado, 5 de setembro de 2015

controle.



as chamas da minha loucura,
ainda não se apagaram
mas minhas manias a controlam.
o anjo já se foi, levou seu sorriso sádico
para bem longe de mim!
aprendi a gostar dela,
a música a embala, 
aninha em suas notas
assim como a lua, 
sua luz prateada reflete em meu olhar.
não mais tento aplacar a minha loucura,
encontro-me pelos olhos dela.



junto-me ao caos.



Não precisas daquela voz,
as tuas marcas são tuas
e o que eles veem não interessa!
As tuas  palavras surgem em meio ao caos
Respeite-se
Jogue-as ao chão
Deixem que te vejam
Esparrame-se
Grite, não existem doces sonhos...
Não há o perfeito
Não esconda essa bela face.
ela é o que há de mais bonito em você.


estranho vermelho

há um toque de intenso vermelho que consome a minha pele o vermelho das tuas unhas a cor rubra que pinta os teus lábios...