domingo, 11 de outubro de 2015

.quem?



A rota daquele transporte sempre foi longa
 - mas, hoje, parecia duas vezes mais
Foram tantas
Tantas
Tantas
Questões!
Meu rosto a refletir no vidro
A noite parecia misturar-se à minha face
Talvez eu precisasse conversar
Mas, quem liga?
Preciso ir para casa
Quero minha cama...
Uma situação,
Uma palavra.
Quem sabe eu precise chorar um pouco...
Derramar um tantinho de mim
Mas, quem liga?
Por que alguém deveria se importar?
Sei que já escrevi muito a dor,
Já li muitas palavras de amor
Mas, acredito que a dor é um pouco mais sincera.
Eu desperto, estou sorrindo...
Para mim mesma.
Talvez eu precise ir para casa
Tirar aquele sono bom...
Eu não espero o amanhã
Eu nem deveria estar aqui agora,
Escrevendo, tecendo a dor.
Mas, quem liga?
Talvez eu deva parar agora
Estou cansada,
Eu te canso...
Eu me canso.
Já estou em casa.
E ainda não posso chorar.
Mas, quem liga?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

poesia e prosa para esvair

O toque O cheiro, a sensação Os nervos que se estressam Os sentimentos que sobem à minha cabeça É sempre igual Seja ...