segunda-feira, 23 de novembro de 2015

.fenda



Prezo palavras que me rasgam por dentro
Aquelas que me sugam dos pés a cabeça

Tiram-me do chão
E, nas linhas finais,
jogam-me contra a parede.
Palavras que respiram e expiram intensidade
Transparecem
Tudo que tens aí dentro



2 comentários:

poesia e prosa para esvair

O toque O cheiro, a sensação Os nervos que se estressam Os sentimentos que sobem à minha cabeça É sempre igual Seja ...