domingo, 15 de novembro de 2015

.vidas


Ontem à noite comemoramos um ano nascer
Hoje vi quase 100,
Mansos... irem embora.

Histórias que se iniciam
Historias que se vão.
E, assim, celebramos [ou choramos] as vidas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chamam meu nome?

Entendo aquele olhar Chamam meu nome lá fora? Entendo aquele toque Chamam meu nome lá fora? Não há futuro para mim aqui dentro Não...