terça-feira, 29 de dezembro de 2015

.fuga

Gaga



Eu sinto tanto
Tanto
Que às vezes não apareço dentro
Do meu próprio corpo

Os sentimentos tomam conta de mim
E eu esqueço de como ser
Desenho tantos fantasmas
Que me confundo a eles

Estou tão dentro de mim
E, assim, não sei mais nada
Não sei mais distinguir
Uma coisa d'outra

E tomo outra forma
Talvez um não-ser
Preciso aprender a controlar manias
Que me expulsam

E derramam o meu corpo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

poesia e prosa para esvair

O toque O cheiro, a sensação Os nervos que se estressam Os sentimentos que sobem à minha cabeça É sempre igual Seja ...