quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

.não vá ser assim!



Não há 'menina' em mim,
nem mesmo 'mulher'
há alguém,
que teme em mostrar

aquela que todos
gritam: "não vá ser assim!"


coloquei meus brilhos nos lábios
pus-me de preto
fechei o rosto
olhei em seus olhos

disse-me ser,
aquela que não querem
não dizem dever
ser.

mas eu tenho sim,
a escuridão em meus olhos
em meu rosto
em meus lábios,
contrastam com teus tons brilhantes
(expansivos)
estes... preservo em minhas palavras.

e, mesmo perdida,
derramada sobre as espirais dos tempos
sei o que não quero ser
e preservo meu sorriso,
aqui dentro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Linguagem do corpo

Os olhos voltados pra cima A boca seca Os lábios trêmulos  Os dedos que se fecham Meu corpo denuncia O que a palavra não r...