sábado, 26 de dezembro de 2015

. tristeza de verão*




A areia quente, 
O mar tão calmo corre ao horizonte
Estou de pé, sozinho.
À meia-noite.
Minha boca balbucia algo...
... essas divagações para o além-mar
Os ventos carregam as palavras
E elas não alcançam ninguém
Não importam a ninguém
São feitas somente para ti
E elas não podem te alcançar
Então, entregam-se ao ventos
Quentes, que anunciam o verão
A ver se alguém as adotam
E cuida bem delas.

*Summertime Sadness - Lana Del Rey 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chamam meu nome?

Entendo aquele olhar Chamam meu nome lá fora? Entendo aquele toque Chamam meu nome lá fora? Não há futuro para mim aqui dentro Não...