quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

.Gentileza


Certos tons
Nunca se misturam
Certas melodias
Não podem ser ouvidas
Simultaneamente.
As diferenças se atenuam
E os polos divergem,
distantes.
Que sabe algum dia volte?
Que sabe algum dia sare?
Não sei, ao menos não chore.
Eu te peço, gentilmente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

poesia e prosa para esvair

O toque O cheiro, a sensação Os nervos que se estressam Os sentimentos que sobem à minha cabeça É sempre igual Seja ...