terça-feira, 5 de abril de 2016

Arte Final




Só sei desenhar rabiscos que não tem meio
Nem fim
A ponta do lápis não me obedece
E as linhas deste rosto se tornam tortas
E meus ânimos vão embora 
São apenas rabiscos
Sem meio
Propósito 
Sem fim
Jogo os papéis ao chão
Eu desisto: Quase sempre
Eu não sei desenhar, aceito 
Não suporto mais estes rabiscos
Eu deixo as linhas seguirem
Por si mesmas
Tomando o rumo como queiram

Não me importo mais:
A arte final nunca será totalmente minha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chamam meu nome?

Entendo aquele olhar Chamam meu nome lá fora? Entendo aquele toque Chamam meu nome lá fora? Não há futuro para mim aqui dentro Não...