sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Nova luz



Depois de todos os anos mal vividos
De todas as alegrias contidas
Os sorrisos "amarelos"
Os choros e as letras entre as páginas coloridas
Jamais vivi tal momento de clareza
Em tamanha lucidez que me embala
Nesse meu mundo cheio de incertezas
Não sei se é a idade que chega
Nem se a flor que já se desabrocha
Mas todas as rotas me parecem diferentes
Os caminhos ganham novas cores
Meu olhar está, enfim, sob outra luz

Amanhã eu não sei o que virá
As vozes já são outras
Os ventos já não me assombram mais
Nem as sombras que, agora, deram-me as mãos
As lembranças de outrora, do tempo que o choro se escondia
Ainda me seguem aqui, sobre as fendas do passado
Nos sonhos que jamais abandonarão meu caminho
E nos desejos que carregam estes passos fracos
Panos desgastados e retalhos, eu ajudo a me costurar
Há jeito... Há jeito, sim....

Estou sob nova luz
O castanho tão escuro dos meus olhos pode brilhar mais uma vez
Eu sei que sempre me terei sozinha
Sabendo que nem todos podem me acompanhar para sempre
E que a vida me impunha rasteiras
Mas eu me refaço
Me enrolando em outros passos
Sob os caminhos desta nova luz

-G.MOON

2 comentários:

  1. Para quem do viver faz um sempre aprender, eis ao antes o após um constante ascender.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O constante ascender é o que há de melhor em viver :)

      Excluir

Opacidade

Sempre estive entre as luzes, Procurando por mistérios E contendas que nunca foram minhas Os corredores, Antes iluminados p...