sexta-feira, 31 de março de 2017

prosa do dia - 31/03/2017



Esses tempos eu tenho lidado com tantas questões em minha cabeça e,sinceramente, o melhor é organizar os pensamentos. Odeio quando as pessoas só olham para mim como "fonte de informação". Não gosto quando alguém me procura apenas quando tenho algo a oferecer e depois... Sabe o bom dia e um sorriso? Então, não existem. Odeio ter de me perguntar o tempo inteiro quem está comigo e quem não está. Quem é meu amigo e quem não é. Até porque eu odeio incertezas. Eu amo pisar firme, me sentir segura onde eu estou e com quem estou lidando, saber que o afeto e as palavras são verdadeiras, sentir nos olhares que eu posso dizer "estou aqui e você pode contar comigo". Uma pena... Uma pena...  Talvez meus sentimentos estejam tão longe do que eu posso alcançar na real. Eu sei: preciso compreender que o mundo nem sempre - maioria das vezes - não é assim. Temos de lidar sozinhos, aprender sozinhos, caminhar e morrer somente conosco. Nossa natureza é ser só. Mas como lidar com esses sentimentos nesse mundo tão incerto..? Parece que o tempo inteiro estou "pisando em ovos" e me arriscando, driblando, tento entender e depois choro com minhas conclusões. 

Acredito que minhas indagações nunca terão uma resposta... Eu nunca saberei de nada. Minha confiança nos outros parece sempre ser testada, é tão difícil ser assim, sentir tudo isso. Depois de pensar um pouco, penso que não sou muito seletiva... Eu tento mostrar, vou me aproximando devagar, mas essas tentativas e expectativas me paralisam e eu continuo em inércia. Eu gostaria de saber se posso confiar, posso me abrir mais, posso não ser apenas um instrumento, e que o olhar não é hesitante, nem mentiroso.... mas eu penso demais. Continuo esperando e boa parte das vezes eu me frustro..."Quem é meu amigo e quem não é?" é o que me pergunto o tempo inteiro esses dias. 

Estou tentando praticar o "deixa as coisas acontecerem como devem ser", entretanto é complicado desacelerar os pensamentos e seguir o fluxo calmamente quando se tem um monte de pensamentos (obscuros) em sua cabeça.
-G.MOON

4 comentários:

  1. Quem o é de si próprio, a todos como amigos tem. Quem não, do mesmo modo, ninguém.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou precisando aprender isso, amigo..
      Obrigada pelas palavras

      Excluir
  2. Curiosamente, ontem ao me deparar com um provérbio em japonês (ichinichi isshou que quer dizer: Um dia, uma vida), fiquei pensando na questão de viver um dia de cada vez.
    A verdade é que não devemos nos angustiar pela incerteza, pelo o que virá... Ainda mais se for a longo prazo.
    Amizade é bem como o amor, cresce, amadurece, vem com o tempo. (E isso não é certeza nenhuma que a gente não vá se machucar)
    Eu sei que é difícil não criar expectativas, eu também acabo criando... Embora, a possibilidade de frustrar a si mesmo seja grande.
    O essencial é viver com sinceridade, aos poucos você vai reconhecer na sua vida quem é amigo e quem só vem por interesse e está de passagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mel, muito obrigada por essa reflexão.
      Há algum tempo eu tenho pensado em paciência, mas a minha ansiedade e medos são monstros que eu ainda aprendo a domar. Mas, acho que com um maior amadurecimento, eu consigo.

      Excluir

PERDÃO

Eu deveria pedir perdão A mim mesma. Pelas histórias inventadas Os sentimentos perdidos E as palavras mal explicadas Eu deveria p...