Prosa do dia 12/04/2017


Certos momentos, principalmente esses dias, eu sinto uma vontade imensa de falar algo com alguém, mas eu não encontro... Então, vejo meu blog aqui e me eu sinto realmente confortável de falar.
Sabe quando você está em uma situação que não sabe muito bem o que vai acontecer, onde vamos desembocar e todo o futuro vira um ponto turvo maior do que ele já é? Então.. Esses meus últimos dias têm sido assim.
Um pouco sozinha, quase sem chão e temendo tudo que pode vir.
Eu geralmente tento me manter equilibrada, seguindo como acho correto, mas nos últimos tempos a situação tem se invertido em um sentido que me desperta afetos terríveis e eu só sei retroceder. Não, agora eu não estou chorando. Sinto apenas uma dor que está crescendo e eu nem sei se um rompante de lágrimas pode me ajeitar... Uma agonia aqui dentro, o corpo pesado. Eu não consegui descrever em versos. Tive de começar a divagar, a me perguntar, a deixar me afligir e escrever... enquanto tudo vem. Nesse momento eu descubro que estou e sou muito frágil, mas não sei onde buscar colo. Um ponto de apoio muito significativo está um pouco longe de mim e eu não sei onde me ancorar. Os lugares e as algumas pessoas têm se tornado distantes, em instantes de silêncios estranhos e eu não sei onde fica a palavra, o diálogo nisso. Eu não sei de mais nada.
Como disse antes, eu ODEIO incertezas. A angústia que elas me trazem é estarrecedora. Me deixa em estado quase letárgico. Mas eu geralmente consigo manejar, consigo ver brechas que me ajudam a compreender e digerir a situação. Agora, eu procuro, procuro e me sinto ameaçada, vendo futuros sem muitos fundamentos. Sei que a pessoa mais afetada em tudo que minha família está vivendo agora não sou eu... Mas o ambiente, as sensações, as emoções, as palavras escutadas aqui e ali... Só me angustiam.
As distâncias, os instantes, AS INCERTEZAS, as minhas expectativas...as doenças. Eu só pediria que elas evaporassem logo.


Eu queria um abraço. Muito. Mas um abraço de verdade, em que eu sinta o calor, o pulso da vida subindo e descendo no peito. Continuo procurando, continuo tentando...

Eu preciso ser forte. Ainda mais estando sozinha.

Falta exatamente um mês para o meu aniversário.
-G.MOON

Comentários

  1. Sós e insanos é só o que somos.
    GK
    Teu aniversário então é em 12/05? O meu é um dia antes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é verdade, Gugu :/ É bem complicado.

      Faço dia 12, sim! Passo para deixar suas felicitações pelo seu blog! haha :D

      Excluir
  2. Golden, o caso é você se apagar as certezas que tem.
    Não pense tanto nas incertezas, porque assim vivemos de "se" isso acontecer, "se" isso for assim...
    Bom, esse "se" ainda não me levou a lugar algum, te juro.
    Também tive fases como a sua, a incerteza nos dá a sensação de estagnação... Sei que é tenebroso, a vida não para um segundo, né?
    Sei que não faço muita diferença, mas me senti até um pouco culpada por sumir esses dias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Mel! Muitas coisas eu realmente preciso aprender e preciso de meditações diárias, basta eu me esforçar. A questão é encarar as coisas de frente e, como vc diz, me apegar às certezas...
      Vc faz diferença, sim, minha amiga! Mas, não se sinta culpada, por favor :/ Vc estava doente, precisando se recuperar. Estou seguindo... agradeço muito o seu apoio! ♥

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mais do que paixão - Albafica de peixes ♥

- Mais do que paixão: Personagens masculinos com cabelos longos! *-*