sexta-feira, 12 de maio de 2017

Vinte



Então... Chegou o doze de maio.
Dessa vez não pensei em uma poesia. Mas palavras soltas bastam.
Vinte anos não parecem muita coisa... Mas em mim já ganhou uma carga enorme. Hoje somente será mais um dia normal em minha vida. Talvez eu receba um telefonema ou outro.. Mas nada lá fora muda. Nada mesmo. 
Aqui dentro.. Talvez. Não tão rápido quanto penso. Nem tão significativo.. Mas muda aos pouquinhos.
E talvez eu nem perceba muito bem: Os olhos outros. As ideias outras.. As pessoas... Outras.
Sinto que algumas coisas permanecem aqui, talvez sempre permaneçam.. Mas os sentidos mudam de tal forma que até eu mesma me surpreendo e é importante me manter assim.

Atenta, pensativa... Refletindo e ressignificando tudo sobre os outros e, principalmente, sobre eu mesma.




Então, parabéns para mim. Parabéns para você, Moon, que me ajuda a mudar.

Ser um novo ser todos os dias da minha vida.

-G.MOON

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Gugu!
      Deixei suas felicitações (atrasadas rsrs) em seu blog!

      Excluir

Linguagem do corpo

Os olhos voltados pra cima A boca seca Os lábios trêmulos  Os dedos que se fecham Meu corpo denuncia O que a palavra não r...